É momentâneo, mas o Coritiba está pela primeira vez no G4 da Série B do Campeonato Brasileiro. Sem ser brilhante, mas com uma atuação regular, o time coxa-branca venceu o Brasil de Pelotas por 1×0, na noite desta terça-feira (8), no Couto Pereira, chegou aos 10 pontos e assumiu, por ora, a quarta colocação na classificação da segunda divisão. Invicto há quatro jogos, o Verdão terá agora dez dias para trabalhar. O próximo compromisso acontece dia 19, sábado, diante do Boa Esporte, em Varginha.

Veja como foi o jogo no nosso Tempo Real!

Novamente com a expectativa de ter uma apresentação melhor, o Coritiba voltou a apresentar velhos problemas, especialmente do meio para frente. Diante da forte marcação imposta pelo Brasil de Pelotas, o time coxa-branca teve mais posse de bola, mas pouco criou. Nas raras vezes que conseguiu chegar à meta do goleiro Marcelo Pitol, o Verdão não teve a competência necessária para marcar.

A primeira chance veio com o atacante Pablo, que não marca um gol há mais de dois anos, logo aos 6 minutos. Depois da falta cobrada por Jean Carlos, o centroavante recebeu livre, mas cabeceou mal, dentro da pequena área. Com o time xavante bem fechado, a alternativa para o Coritiba estava nos chutes de média e longa distância.

Contratado para ser o homem-gol do Coxa, o atacante Bruno Moraes, aos 16 minutos, quase marcou. O jogador arriscou de fora da área e quase pegou Marcelo Pitol no contrapé. Do mesmo jeito, chutando de longe, o meia Jean Carlos chegou perto do primeiro gol aos 23, mas desta vez o goleiro fez boa defesa.

O time gaúcho, preocupado apenas em marcar, praticamente não chegou ao ataque. O Coritiba, bem marcado e com dificuldades no seu meio de campo, abusou das ligações diretas, errou demais e facilitou as ações defensivas do Brasil de Pelotas nos primeiros 45 minutos.

Wilson não fez defesas difíceis, mas mesmo assim foi novamente decisivo. Foto: Albari Rosa
Wilson não fez defesas difíceis, mas mesmo assim foi novamente decisivo. Foto: Albari Rosa

Com Guilherme Parede na vaga do meia Jean Carlos, o Coritiba melhorou um pouco seu poder de fogo. O jogador, que saiu do banco no último jogo para garantir o empate diante do Oeste, fora de casa, quase marcou aos 7 minutos. De fora da área, o camisa 77 arriscou e Marcelo Pitol fez grande defesa.

Mais solto, o Coritiba passou a jogar mais próximo da área. Depois de perder, na cara do gol, boa chance aos 10 minutos, Yan Sasse abriu o placar um minuto mais tarde. Em cobrança rápida de escanteio, o meia alviverde surpreendeu a defesa do Brasil de Pelotas e, dentro da área, bateu rasteiro e desta vez não deu chances para o goleiro.

O gol do Coritiba causou reação imediata do Xavante, que abandonou a postura mais defensiva para buscar o empate. A igualdade quase veio aos 14 minutos. Chiquinho recuou mal para Wilson, Michel não aproveitou e o goleiro alviverde salvou o Verdão. Na sequência, Yan Sasse teve a chance de ampliar, mas o meia perdeu boa chance na cara do gol.

Com o Brasil de Pelotas mais ofensivo, o Coritiba começou a passar alguns sustos, especialmente depois do atacante Caio Nunes. Aos 26, depois do cruzamento da esquerda, Michel subiu livre e cabeceou com perigo. Mas o time coxa-branca, mais organizado, seguiu criando as melhores chances. Aos 27, depois da boa jogada de Yan, Bruno Moraes chegou até a marcar, mas estava impedido.

Confira a tabela e a classificação da Série B!

A fase do centroavante do Coritiba não é das melhores. Aos 29, depois da boa trama ofensiva, Pablo fez a jogada, Chiquinho cruzou e Bruno Moraes, livre, furou em bola na cara do gol e dentro da pequena área. O time coxa-branca, com a entrada de Rafhael Lucas, ficou mais presente no ataque.

Assim, seguidas chances de ampliar a vantagem foram criadas. Aos 36, Rafhael Lucas arriscou de fora e Marcelo Pitol fez boa defesa. No rebote, Bruno Moraes quase se redimiu, tentou de bicicleta e acertou a trave. Na sequência, na área, Julio Rusch recebeu livre, mas mandou por cima. Apesar de ter mais espaço e de jogar mais organizado, o Coritiba, no final, não passou maiores sustos e garantiu mais três pontos dentro de casa na Série B.

Ficha técnica

SÉRIE B
1º Turno – 5ª Rodada

Coritiba 1×0 Brasil

Coritiba
Wilson; Leandro Silva, Thalisson Kelven, Alex Alves e Chiquinho; Vitor Carvalho (João Paulo), Julio Rusch, Jean Carlos (Guilherme Parede) e Yan Sasse (Rafhael Lucas); Pablo e Bruno Moraes.
Técnico: Eduardo Baptista

Brasil
Marcelo Pitol; Tiago Cametá (Bahia), Rafael Vitor, Heverton e Artur; Itaqui, Éder, Leandro Leite e Lourency; Michel (Luiz Eduardo) e Welinton Júnior (Caio Nunes).
Técnico: Clemer

Local: Couto Pereira
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)
Assistentes: Lehi Sousa Silva (DF) e Leila Naiara Moreira da Cruz (DF)
Gols: Yan Sasse 10 do 2º
Cartões amarelos: João Paulo (CFC); Rafael Vítor (BRA)
Renda: R$ 83.670,00
Público pagante: 5.466
Público total: 6.141