Um teste antes do treinamento de ontem vetou Jonas para a partida de amanhã contra o Fluminense. O olhar triste do lateral-direito vendo o treino de longe contrastava com a alegria de Maranhão entre os titulares.

Colegas de quarto nas concentrações, e amigos acima de tudo, eles disputam posição no Coritiba. Diante dos cariocas, será a chance de o reserva mostrar que também pode ser o dono da camisa 2.

Nesta temporada, Maranhão entrou em campo em nove partidas. Na mais importante, chegou a marcar um gol contra o Vasco, na goleada por 5 x 1. Mas ele não espera a mesma facilidade contra o Flu.

“A dificuldade vai ser maior, eu creio, e não que o jogo contra o Vasco tenha sido fácil. A gente é que fez a partida ficar fácil, se dedicou bastante, marcou e jogou quando podia. O jogo foi se tornando fácil e saíram os gols”, relembra.

O lateral ressalta as diferenças entre os adversários. “Contra o Fluminense a gente sabe que é uma equipe que foi campeã brasileira e que é muito difícil de se enfrentar. Temos que ficar precavidos quanto a isso e não achar que vai ser um jogo fácil”, aponta.

De qualquer forma, Maranhão entra na equipe com a confiança do técnico Marcelo Oliveira. “Espero que ele reproduza no jogo aquilo que ele faz nos treinamentos. É sempre um jogador muito dedicado e que tem um apelo ofensivo muito bom, embora também saiba marcar”, avalia o treinador.

O jogador agradece. “Fico feliz pelas palavras dele. Já demonstrei que tenho condição de jogar. Infelizmente o Jonas (devido a dores no músculo adutor da coxa direita) não vai poder atuar, mas eu estou com toda a confiança para poder atuar”, garante o lateral.

Mais do que isso, Maranhão espera fazer da oportunidade um trampolim para a titularidade. “Pode ser. Fazendo uma boa partida, e com a equipe vencendo, que é nosso objetivo, creio que o professor vai olhar e pode me dar uma sequência”, projeta.