O técnico Jorginho deixou claro que na reta final da Série B do Campeonato Brasileiro o Coritiba vai precisar superar a dor e a dificuldade para conquistar o acesso. Na última sexta-feira (8), o Coxa saiu na frente diante do Figueirense, mas, com um a menos em campo cedeu o empate em 1×1 em Florianópolis. Mesmo com o resultado, o Verdão subiu uma colocação na tabela e agora é o terceiro, com 54 pontos, graças à vitória do CRB em cima do Athletico-GO, no sábado (9).

O embate no Orlando Scarpelli poderia ter tido outro resultado, possivelmente ruim para o Alviverde. Isso porque os donos da casa tiveram uma penalidade a favor, mas a boa participação do goleiro Alex Muralha, acionado em outros lances importantes, garantiu o ponto fora de casa.

Todas as situações difíceis que o time enfrentou no jogo podem ser uma mostra do cenário das rodadas que restam na Segundona. Mesmo figurando no G4, o Coritiba ainda conta com concorrentes na cola e que podem representar perigo. Por isso, o treinador quer seu elenco muito preparado para as quatro batalhas que restam.

“Daqui pra frente não tem tranquilidade. A parte emocional precisa estar bem equilibrada para isso. Mesmo que seja doloroso, com muita dificuldade, o importante é que a gente vai alcançar nosso objetivo”, destacou.

+ Confira a classificação completa da Série B!

O comandante coxa-branca não negou que o ideal seria ter saído de Florianópolis com os três pontos e afirmou que se não fosse a expulsão de Diogo Matheus, aos 35 minutos da primeira etapa, possivelmente a equipe teria conseguido a vitória. Porém, Jorginho elogiou a postura de seu grupo e acredita que em uma situação de igualdade numérica, a tendência é que o Alviverde siga tendo o maior controle do jogo.

“Não podemos negar que a equipe jogou com qualidade, não apenas com vontade, a equipe conseguiu construir, manter a posse de bola mesmo com um jogador a menos. E é o que a gente quer que aconteça quando estivermos no 11 contra 11”, finalizou.

O próximo compromisso do Coritiba será na terça-feira (12), contra o Brasil de Pelotas, no Rio Grande do Sul. Uma combinação de resultados pode fazer o time abrir quatro pontos de vantagem para o quinto colocado.