Um ponto para ser valorizado. Foi assim que o elenco do Coritiba encarou o empate em 1×1 diante do Figueirense, pela 34ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O jogo aconteceu na última sexta-feira(08), em Florianópolis, no Orlando Scarpelli e o Verdão precisou se segurar em campo com um jogador a menos desde os 35 minutos do primeiro tempo. O Coxa saiu na frente, mas levou um gol e precisou trabalhar para evitar um prejuízo ainda maior. Com a soma – mesmo que mínima – o time seguiu pontuando e alcançou a terceira colocação, provisoriamente, na tabela, com 54 pontos.

+ Confira a classificação completa da Série B!

Na saída do gramado, os jogadores destacaram o grau de dificuldade encontrado na partida, uma vez que tiveram que encarar a desvantagem numérica, além de encarar um adversário que está ‘desesperado’ brigando contra o rebaixamento.

O atacante Robson, autor do gol do Verdão, ressaltou a entrega que o grupo teve em campo diante das adversidades e disse que esse será o espírito nas rodadas que faltam na competição.

“A gente sabia que ia ser difícil. O Figueirense é uma ótima equipe está nessa situação (17º colocado) pelo extra-campo, então o empate não foi ruim. Daqui pra frente tem que ser na briga, raça, guerra em todo jogo, não tem jeito de conquistar o acesso se não for assim”, afirmou o jogador, que chegou ao seu oitavo gol na Segundona.

O volante Serginho destacou outra situação que faz com que o empate seja ainda mais valorizado: a sequência cansativa de jogos que o clube está encarando. O Coxa enfrentou em um intervalo de menos de duas semanas, o Cuiabá, no Mato Grosso (29/10), o Botafogo-SP (1/11), no interior paulista, o Sport (04/11), em casa, e agora o Figueirense, em Santa Catarina (08/11).

+ Leia mais: Coritiba apresenta novo patrocinador com contrato até o final de 2020

“Um ponto muito importante e que vai fazer a diferença. Estamos chateados por termos saído na frente e cedido o empate, mas não tem como falar que não estamos sobrecarregados, sentindo o cansaço. É o quarto jogo em 10 dias, bate o cansaço, saímos com ponto que pode nos ajudar bastante”, disse.

O goleiro Alex Muralha, destaque do time com uma defesa de pênalti e outras intervenções importantes, também reforçou o quanto o ponto conquistado pode fazer toda a diferença nesta reta final de Série B.

“Esse ponto tem que ser comemorado, pois soubemos jogar um jogo difícil”, arrematou.