Além do verde e branco, e de serem finalistas da Copa do Brasil, Coritiba e Palmeiras têm muita coisa em comum. Jogadores dos dois lados já vestiram a camisa do adversário. Pelo Coxa, o meio-campista Lincoln, o volante Chico e o atacante Keirrison – esses dois fora da final – já estiveram com o verde paulista, enquanto os zagueiros Maurício Ramos e Henrique – este também ausente da decisão, por conta de suspensão -, e o atacante Betinho, já foram do Coritiba anteriormente, além do técnico Luiz Felipe Scolari.

Henrique foi revelado pelo Alviverde paranaense e disputou 99 partidas entre 2006 e 2008, mesmo ano em que Maurício Ramos esteve por aqui. Já Betinho participou do título da Série B do Campeonato Brasileiro, em 2010. Felipão, por sua vez, não teve a mesma sorte que os atletas, e teve uma passagem relâmpago em 1990, com apenas três partidas e três derrotas.

Porém, o principal elo entre Coritiba e Palmeiras, sem dúvidas, é o meio-campista Alex, atualmente no Fenerbahçe, da Turquia. Revelado pelo Coxa, em 1995, Alex se transferiu para o Palmeiras em 1997, onde rapidamente conquistou seu espaço entre os titulares e participou das conquistas da Copa do Brasil e da Mercosul, em 1998, e, principalmente, da Libertadores, em 1999, fazendo os gols que classificaram a equipe para a decisão.

Apesar de ter números mais expressivos em São Paulo, Alex se mostra muito mais identificado com o Coritiba. Tanto que, além de ser torcedor de frequentar o Couto Pereira, já declarou que, apesar do carinho pelo Porco, será coxa-branca nesta final.