Em um fim de tarde de temperaturas baixas em São Paulo, Coritiba e Portuguesa fizeram, também, um jogo frio. As duas equipes se enfrentaram às 18h20, no estádio do Canindé. As situações eram bem diferentes. Enquanto o Coxa lutava para não ver as chances de ingressar no G4 desaparecerem, a Lusa buscava fugir da perigosa Zona do Rebaixamento. O resultado foi um empate em 0 a 0, que não deve fazer muita diferença para ambas as equipes.

A primeira etapa do jogo terminou em zero a zero. Não por isso o jogo foi entediante, já que as duas equipes trataram de buscar o gol. O coxa conseguiu dominar até metade do primeiro tempo, tocando bem no meio campo. Valorizando a posse da bola, o alviverde conseguiu criar algumas boas jogadas. Com cerca de sete minutos Keirrisson cruzou uma bola que Ariel cabeceou para fora, assustando o goleiro André Luís.

Porém, a partir dos 20 minutos, a Lusa tomou conta do seu terreno e impôs o seu jogo. Edno, cobrando falta, obrigou o Vanderlei a fazer um bela defesa. O Coxa ainda chegava, vez ou outra, mas os meio-campistas tiveram que se preocupar mesmo foi com a velocidade com que a bola chegava aos atacantes adversários. Aos 38 minutos, Edno cabeceou e novamente Vanderlei teve que fazer uma defesa e tanto. A bola ainda tocou na trave antes de sair.  

No segundo tempo, no entanto, o que se viu foi um futebol burocrático e sem grande emoções. A equipe coxa-branca ainda tentou, mas esbarrou nas defesas de André Luís. Aos dez minutos, Marcos Tamandaré chutou firme na entrada da área, para o goleiro defender. Dez minutos depois, Ricardinho arrancou pela meia-esquerda e cruzou para o argentino Ariel finalizar forte, para mais um defesa do goleiro.

O técnico Dorival Júnior não se deu por satisfeito e, aos 33 minutos, substituiu Keirrisson e Carlinhos Paraíba. Nos seus lugares, Henrique Dias e Marlos, em uma tentativa dar mais mobilidade ao ataque. Cerca de cinco minutos depois, Thiago Silvy entrou no lugar de Tamandaré. Ainda assim, muito pouco mudou e o jogo continuou truncado no meio campo, até o fim. Antes de entrar no vestiário, Dorival Júnior ressaltou a importância em se conquistar um ponto fora de casa.