O técnico do Coritiba, Eduardo Barroca, espera equilíbrio na final do Campeonato Paranaense contra o Athletico. Enquanto o Coxa foi o líder geral e ganhou os quatro jogos no mata-mata, o Furacão foi o terceiro na primeira fase e depois somou duas vitórias e dois empates. No entanto, o desempenho agora fica pra trás.

“As equipes se equivalem muito em números. O Coritiba tem um gol a menos do que o Athletico (32 contra 33). Em contrapartida temos uma defesa um pouco melhor (13 contra 15). Então, não tenho a menor dúvida que serão dois grandes jogos”, disse o comandante alviverde após confirmar a classificação na vitória por 2×0 sobre o Cianorte, nessa quarta-feira (29), no Couto Pereira.

+ Cristian Toledo: Atletiba na final reforça hegemonia de Athletico e Coritiba

Na fase de classificação do Estadual, o Coritiba goleou o sub-23 do Rubro-Negro por 4×0, no último jogo antes da paralisação do campeonato. Na visão de Barroca, apesar das mudanças óbvias no cenário do clássico, há um aspecto que seu time deve repetir.

“Evidente que os jogos finais serão diferentes daquela partida que teve contra o Athletico na primeira fase. Vai ser outro treinador, outros jogadores. Mas o que fica de referência foi principalmente a nossa atitude. E com certeza para enfrentar uma adversário dessa qualidade, com um treinador vitorioso, a gente vai precisar tirar daquele jogo a questão da atitude para mais”, avaliou.

O primeiro jogo da decisão é neste domingo (2), às 16h, na Arena da Baixada. A volta será na quarta-feira (5), no Couto Pereira.

+ Mais do Coxa:

+ Coritiba confirma Neílton como primeiro reforço pro Brasileirão
+ Athletico e Coritiba farão 19ª final de Paranaense; Relembre anteriores
+ Apesar de decidir no Couto, Rafinha não vê Coritiba favorito


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?