Ontem, na reapresentação do elenco, o meio-campo Alex treinou pela primeira vez com bola desde que chegou ao Coritiba. O jogador vinha realizando atividades físicas, para manter a forma, mas ainda não havia treinado com os outros jogadores. A presença do ídolo revelou ele também é admirado pelos companheiros. O lateral-esquerdo Dênis, que também foi revelado nas categorias de base do Alviverde, se mostrou empolgado com a oportunidade de trabalhar com Alex. “Eu me espelho muito nele e no Roberto Carlos (lateral-esquerdo). Ter ele aqui para mim é um prazer enorme. É meu ídolo desde criança. Agora, tenho que me firmar para ver se em 2013 eu realizo este sonho de jogar com ele”, declara.

Outro que durante muito tempo foi considerado referência no Coxa foi o ex-meio-campo, e agora auxiliar-técnico, Tcheco. Segundo ele, ter um nome como Alex é um estímulo importante para os atletas, principalmente os mais novos. “É uma situação nova para eles. Serve como estímulo aos jogadores que queriam treinar com ele. É legal ver o brilho nos olhos dos jogadores por poderem treinar com o ídolo”, declara Tcheco, que acredita que Alex ainda não tem noção do que ele representa. “Talvez ele possa não ter percepção disso, assim como eu só vi todo o carinho depois que parei de jogar. Mas o que me chamou a atenção foi isso, como os meninos que vieram da base para completar o treinamento”, conclui.

Marquinhos Santos

Se por um lado Alex foi a principal novidade ontem, o técnico Marquinhos Santos teve que se ausentar para acompanhar a sua esposa, que está grávida, na realização de alguns exames. Quem treinou o grupo foi o auxiliar Tcheco. Hoje, o treinador já retorna a comandar as atividades normalmente.