O Vila Nova-GO quebrou a série de quatro derrotas seguidas dentro do Campeonato Brasileiro da Série B, mas, com um empate sem gols com o Paraná, dentro do estádio Serra Dourada, ainda não agradou seu torcedor. O time goiano não soube nem tirar proveito de atuar desde os 11 minutos com um jogador a mais devido a expulsão de Robson. Após seu sexto jogo, o time goiano soma quatro pontos, dormindo na zona de descenso, em 17.º lugar. O Paraná tem nove pontos e ocupa posição intermediária.

O personagem do jogo foi o atacante Robson, do Paraná. Logo no primeiro minuto, após saída errada da defesa goiana, ele disparou até dentro da área e foi empurrado por trás por Douglas Assis: pênalti não marcado e cartão amarelo por suposta simulação. Aos 11 minutos, os dois continuaram se estranhando e Robson fez um gesto de dar um tapa no zagueiro, que caiu e simulou a agressão. Segundo cartão amarelo para Robson e o Paraná ficou com um jogador a menos.

A partir daí tudo mudou. Mesmo porque o Vila Nova tinha feito a opção de atuar com três zagueiros, mas com os meias chegando bem na frente. Mesmo assim, a única chance real de gol na primeira etapa saiu somente aos 42 minutos, num chute de Fabinho que Wendell espalmou para escanteio.

No segundo tempo, o técnico Rogério Mancini abriu mão de um zagueiro. Tirou Vinícius Simon para a entrada do atacante Frontini, atuando com mais um homem na frente. E a etapa final teve todo domínio goiano. Aos 14 minutos, Jean Carlos chutou de fora da área e Wendell defendeu. O Vila foi mais à frente com a estreia do meia Pedro Carmona para a saída do volante Victor Bolt.

O volume de jogo superior do Vila Nova era falso. O time insistia pelos cruzamentos na grande área, neutralizados pela defesa, e não conseguiu infiltrar e muito menos finalizar para o gol. O Paraná ficou sem opção de contra-ataque e preferiu segurar o empate que lhe valeu um ponto importante fora de casa. Ao final do jogo, o lateral Fernandes, do Paraná, sentiu-se mal, vomitou e recebeu atendimento rápido.

Os dois times voltam a jogar terça-feira à noite pela sétima rodada. O Vila Nova vai sair para encarar o Luverdense às 21h30, em Lucas do Rio Verde (MT). Enquanto isso, o Paraná vai receber o Atlético-GO às 19h15, no Durival de Britto, em Curitiba (PR).

FICHA TÉCNICA

VILA NOVA-GO 0 X 0 PARANÁ

VILA NOVA-GO – Wagner Bueno; Douglas Assis, Vinícius Simon (Frontini) e Reginaldo; Bruno Oliveira (Jefferson Feijão), Victor Bolt (Pedro Carmona), Robston, Jean Carlos

e Marcelo Cordeiro; Roger e Fabinho. Técnico: Rogério Mancini.

PARANÁ – Wendell; Leandro Silva, Pitty, João Paulo e Fernandes; Basso (Alisson), Anderson Uchôa, Diego Tavares (Robert) e Válber; Lúcio Flávio (Marcelinho) e Robson. Técnico: Claudinei Oliveira.

ÁRBITRO – Joelson Nazareno Ferreira Cardoso (PA).

CARTÕES AMARELOS – Victor Bolt, Jean Carlos, Dudu e Jefferson Feijão (Vila Nova);

Robson, Lúcio Flávio e Válber (Paraná).

CARTÃO VERMELHO – Robson (Paraná).

RENDA E PÚBLICO – não disponíveis.

LOCAL – estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).