O técnico Paulo Comelli completou apenas cinqüenta dias à frente do clube. Neste período, foram doze jogos e uma certeza: o treinador “ensinou” o Paraná Clube a jogar dentro de casa.

A vitória sobre o Criciúma – a 5.ª seguida na Vila – valeu um salto na tabela de classificação, deixando o Tricolor mais próximo de seu objetivo de permanência na Série B. “Neste tipo de competição, é fundamental vencer em casa. É isso que vamos buscar”, anunciou o treinador quando chegou no clube.

Uma aposta no mínimo arriscada, diante dos números recentes do Paraná. Afinal, nesses dois anos de retorno ao Estádio Durival Britto, o clube vinha colecionando alguns deslizes pontuais. Após conquistar a inédita vaga na Libertadores da América, em 2006 (foram 5 vitórias, 1 empate e 1 derrota), o Tricolor não mais conseguiu se impor em seus domínios.

Foi em casa que o clube deixou escapar o título estadual de 2007 e também não foi além de uma participação nas oitavas-de-final da Libertadores. Também ano passado, as sete derrotas sofridas na Vila contribuíram decisivamente para o rebaixamento.

“A Série B exige muita aplicação, tática e física. Em casa, você precisa se impor. É onde a gente treina, onde temos o apoio da torcida”, pondera Paulo Comelli.
A sua receita – ainda contestada pelos críticos, devido às mudanças na equipe – parece que surtiu efeito. Após um primeiro turno pífio (onde o Tricolor somou apenas 9 dos 30 pontos disputados em casa), o clube “deslanchou” sob a direção de Comelli.

É o único time desta fase da competição a apresentar 100% de aproveitamento na condição de mandante. Os cinco triunfos seguidos na Vila igualam a marca obtida no início do ano (com Paulo Bonamigo). Só que naquele momento, as vitórias foram por duas competições, Campeonato Paranaense (3) e Copa do Brasil (2).

A seqüência garantiu ao Paraná “oxigênio” para a dura missão que terá pela frente. Dos cinco próximos jogos, apenas um será realizado na Vila. Para não voltar à área de risco e ao sufoco, o Tricolor tem agora o desafio de “aprender” a jogar fora de casa. Na terça, o time de Comelli terá nova prova de fogo contra o Vila Nova, vice-líder da competição.