Eliminado do Campeonato Carioca e da Copa do Brasil, o Botafogo terá quase um mês de treinamentos até o início do Campeonato Brasileiro, no qual a equipe estreará no dia 22 de maio, contra o Palmeiras, fora de casa. A decepção pelo momento ruim da equipe contrasta com a esperança de um bom desempenho no segundo semestre, após o longo tempo de preparação que realizará. O período foi comemorado pelo técnico Caio Júnior nesta terça-feira.

“É raro no futebol brasileiro ter uma situação como essa, mas há um lado muito bom. Entrar num campeonato longo com preparação adequada é o ideal. Tive uma experiência assim com o Paraná em 2006 e fomos para a Libertadores. Um período de treinos voltado para a parte física foi fundamental. Acho que pode acontecer aqui. Os jogadores podem ter uma base forte até o fim do campeonato. E a parte mental também é importante, encontrei uma equipe cansada mentalmente”, declarou o treinador.

Durante o período sem competições, o Botafogo fará uma espécie de intertemporada, com avaliações físicas, treinos táticos etc. “Um dos aspectos que mais gosto de trabalhar é a posse de bola. Vi melhora já no jogo contra o Avaí (pela Copa do Brasil). Conseguimos acrescentar isso com posicionamento, vídeo, mesmo com poucos treinos. É o maior desafio. Queremos ter uma equipe que apresente um bom futebol para o torcedor, independentemente da vitória ou da derrota”, explicou.

O comandante ainda revelou como dividirá o seu cronograma de treinos e confirmou a realização de um amistoso para o próximo dia 7 de maio – o adversário ainda não foi divulgado. “Nesta semana, serão oito treinamentos físicos aqui e dois técnicos. Na semana que vem, já dividimos em parte técnica, tática, física e um jogo no sábado. A terceira semana é parecida, já com um segundo jogo. Então, estaremos em uma condição ideal para poder enfrentar o Palmeiras. Está tudo bem encaminhado para começar bem o Brasileiro”, opinou o comandante, que também terá a Copa Sul-Americana como um dos seus desafios no segundo semestre.