Paris – A equipe brasileira conquistou neste sábado três medalhas na etapa de Paris da Copa do Mundo de Ginástica. Duas na prova de solo – ouro com Daiane dos Santos e bronze com Laís Souza – e uma medalha de prata, mais uma vez com Laís, na prova de salto sobre o cavalo.

Confirmando amplamente o seu favoritismo, Daiane dos Santos ganhou a medalha de ouro ao acumular 9.425 pontos. Laís surpreendeu e ficou com o bronze ao marcar 9.150. A medalha de prata nesta prova ficou com a francesa Isabelle Severino, que obteve 9.225.

A tarefa de Daiane foi facilitada pela ausência da romena Catalina Ponor. Sem sua principal concorrente nesta modalidade a brasileira fez uma prova eficiente e ganhou sem muita dificuldade. A Romênia decidiu mandar para Paris apenas a equipe masculina. Independentemente das adversárias, a brasileira estava muito feliz com o desempenho.

"Acho que é uma vitória de méritos não só meu, mas de todo mundo. Da equipe, dos técnicos e de todo o pessoal que trabalhou para a gente chegar até aqui. Esse é o começo de um trabalho e espero que seja um bom ano para todos nós", disse Daiane.

Na final da prova de barras assimétricas, ela obteve a nota de 9.150 pontos e terminou em quarto. Essa prova foi vencida pela francesa Emilie Lepennec (9.525 pontos). A britânica Elizabeth Tweddle ficou com a medalha de prata (9.450) e a ucraniana Dariya Zgoba com o bronze (9.375).

Laís também estava eufórica. Um pouco antes do bronze no solo, ela havia conquistado a medalha de prata no salto ao fazer 9.262 pontos. A brasileira ficou atrás apenas da norte-americana Alicia Sacramone, que recebeu 9.375 e ficou com o ouro. A medalha de bronze foi para a belga AagieVanwalleghem, que obteve 9.100.

"A gente vem treinando bastante. Esse é o resultado de um trabalho que a gente fez antes. Estou muito feliz", disse Laís.

Na final da trave, ela ficou na quinta colocação, com 8.950. A francesa Marine Debauve ganhou a medalha de ouro, com 9.275. A grega Stefani Bismpikou foi prata (9.150) e a ucraniana Olga Sherbatykh ganhou o bronze com 9.075 pontos.

Na única final do masculino da equipe brasileira, Victor Rosa terminou a prova de salto em oitavo. O vencedor desta prova foi o romeno Marian Dragulescu.