enkontra.com
Fechar busca

De Letra

Bernard exalta Atlético e prevê adaptação ao Shakhtar

Confirmado oficialmente como reforço do Shakhtar Donetsk nesta quinta-feira, o meia Bernard não se despediu do Atlético Mineiro, pois inicialmente viajou para a Ucrânia sob o discurso de que iria apenas conhecer o clube interessado na sua contratação. Por isso, ele aproveitou a sua primeira declaração pública pelo novo time – uma entrevista ao site oficial do Shakhtar – para fazer um agradecimento especial ao time e aos torcedores atleticanos.

“Estava naquele clube desde os 14 anos de idade. Foi precisamente no Atlético Mineiro que aprendi o que é o futebol profissional. Me ensinaram muita coisa lá, sempre me ajudaram e apoiaram. O hino do Atlético Mineiro tem uma frase muito significativa: ‘Uma vez até morrer'”, disse.

Na sua última partida pelo Atlético-MG – a derrota por 2 a 1 para o Atlético-PR no dia 31 de julho -, Bernard marcou o único gol do agora seu ex-clube e, na comemoração, apresentou uma camisa exatamente com esse trecho do hino (“uma vez até morrer”), o que inclusive provocou a sua expulsão ao receber o segundo cartão amarelo. “Foi esta a minha despedida para os torcedores. Queria poder lhes dizer mais uma vez que amo o Atlético Mineiro. E que sou grato a cada um dos torcedores que me apoiou”, disse.

Formado nas categorias de base do Atlético-MG, fez a sua estreia entre os profissionais em 2011. Desde então, disputou 100 jogos, marcou 22 gols e conquistou dois títulos do Campeonato Mineiro, em 2012 e 2013, além de ter sido campeão da Copa Libertadores neste ano.

Suas boas atuações pelo clube mineiro renderam convocações para a seleção brasileira. E Bernard espera seguir jogando em alto nível no Shakhtar Donetsk para continuar sendo lembrado pelo técnico Luiz Felipe Scolari. “O Shakhtar está em constante crescimento e cada vez é mais conhecido em todo o mundo. É um bom clube europeu. Agora que estou aqui, vou querer provar o meu valor. Inclusive para continuar a ser convocado para jogar na seleção brasileira”, disse.

O jogador, de apenas 20 anos, garante que não teme as dificuldades para se adaptar ao futebol da Ucrânia. “Acho que conseguirei sem problema. Para ser honesto, acho que eu sou o tipo de pessoa que é capaz de se adaptar a qualquer parte do mundo”, comentou Bernard, adquirido por 25 milhões de euros pelo Shakhtar.

Na semana passada, Bernard demonstrou indecisão ao comentar a chance de se transferir para o Shakhtar, mas agora declarou que, após conversas com seus pais, decidiu que não poderia recusar a oferta do clube ucraniano. “Eu me aconselhei com os meus pais e juntos decidimos que uma chance destas não pode ser jogada fora, é preciso agarrá-la e seguir por este caminho”, comentou.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas