O técnico Fabiano Soares não tem razões para reclamar da parada no Campeonato Brasileiro. A pausa serviu para que ele voltasse a contar com todos os jogadores do elenco. Assim, novamente virá à tona a dúvida sobre qual é a formação ideal do Atlético nesta reta final de competição. Com Paulo André, Lucho González e Nikão de volta, o trabalho será agora do treinador.

O zagueiro e os dois meio-campistas desfalcaram o Atlético diante do Atlético-MG – e pelo menos Nikão fez claramente falta. Por isso, o camisa 11 é presença certa diante do Atlético-GO, nesta quarta (11), às 19h30,  na Arena da Baixada. Mesmo sem dar pistas sobre a montagem do time, pois só falará com os jornalistas na terça-feira (10), Fabiano Soares não deverá surpreender deixando o atleta de fora, até porque o meio-campo não rendeu diante do Galo.

É o que pode também fazer Lucho González voltar ao time. Longe de ser a unanimidade que era no início da temporada, o argentino mantém seu status intocado com Fabiano Soares e, principalmente, com Paulo Autuori, gestor técnico do Furacão e principal conselheiro do treinador no dia-a-dia. Ele disputaria posição com Matheus Rossetto, mas a tendência é que o jovem volante deixe novamente o time para que Lucho retorne.

E agora?

A outra volta no Rubro-Negro reabre a questão sobre qual seria a melhor dupla de zaga para o Furacão. Apesar de Wanderson estar sendo preparado para liderar o sistema defensivo a partir da próxima temporada, e de Thiago Heleno, o General, ser um dos ídolos do time, ambos passam por período de instabilidade – e tiveram falhas decisivas nas últimas duas derrotas rubro-negras.

Contra o Santos, foi uma saída de jogo errada de Wanderson que iniciou a jogada do gol de Bruno Henrique – que também só teve condições de jogo porque o próprio Wanderson estava atrás da linha da bola. E diante do Atlético-MG foi Thiago Heleno quem falhou, praticamente dando a bola para Cazáres arrancar e tocar para Robinho marcar o segundo dos mineiros.

Confira a classificação completa do Brasileirão!

Assim, Paulo André, que é o mais regular da defesa na temporada, tem reais condições de enfrentar o Dragão. E, pelo que Fabiano Soares fez nos jogos em que comandou o Atlético, a tendência é que enfrente o lanterna do Brasileirão com Paulo André e Thiago Heleno, os dois mais experientes.