O meia Marcos Guilherme já tem seu futuro definido. O jogador, que pertencia ao Atlético e estava emprestado desde 2017 ao São Paulo, assinou no último final de semana com o Al Wehda, da Árabia Saudita, clube agora comandado pelo técnico Fábio Carille, ex-Corinthians, e garantiu uma bolada para o Furacão.

O time árabe pagou 4 milhões de euros (R$ 17 milhões) pelos 50% dos direitos econômicos que pertenciam ao Rubro-Negro e contratou o atleta com um contrato de três anos.

“Nos últimos dias recebemos muitas sondagens e agradeço a todos os clubes que demonstraram interesse no meu futebol. Conversei com a minha família e optamos pelo projeto do Al-Wehda por vários motivos. Um deles, claro, é o treinador Fábio Carille. Apesar de nunca ter trabalhado com ele, sempre tive ótimas referências e chegamos a conversar nesta semana. Ele afirmou que confia em mim e acredito que a oportunidade de trabalhar com um campeão como ele me fará amadurecer muito, tanto dentro como fora de campo”, disse Marcos Guilherme.

Aos 22 anos, o meia busca manter o bom momento na carreira. Depois de subir para o profissional do Atlético como uma promessa, mas acabar não vingando, foi emprestado para o Dínamo Zagreb, da Croácia, e em seguida para o São Paulo, onde viveu o melhor momento da carreira, com 49 jogos, nove gols e três assistências no total.

Confira a classificação completa do Brasileirão!

“Estou animado e muito motivado para começar esse novo projeto na carreira. Viajei para assinar o contrato, ainda não sei quando será a estreia. Não vejo a hora de começar a trabalhar pelo novo clube”, completou ele.