Envolvido em uma acusação de uma suposta tentativa de assassinato pela esposa Andreia Marques, o meia Lucho González, ex-Atlético, chegou a um acordo com a mulher quanto à guarda dos filhos no Conselho Tutelar. Como o judiciário entra em recesso na quarta-feira (20), o atleta e a esposa evitaram que os filhos passassem as festas de fim de ano no abrigo, longe da família.

Proibido na semana passada pela Justiça de se aproximar do casal de crianças, um menino de sete anos e uma menina de dois, o argentino agora poderá ficar com a guarda de um dos filhos, pelo período de suma semana, em sistema de revezamento – separando o casal de filhos um do outro. Ou seja, Lucho fica uma semana com o filho de sete anos e a seguinte com a filha de dois, e assim sucessivamente.

Além disso, os passaportes das crianças ficarão sob poder da Justiça, para evitar que um dos pais fuja com um dos filhos, um receio demonstrado por ambas as partes durante a audiência na terça-feira (19). Após o recesso, a Justiça irá definir com quem as crianças ficarão de forma permanente. Tanto o pai, quanto a mãe já solicitaram a guarda exclusiva dos dois filhos.

Relembre o caso

Na semana passada, a esposa de Lucho González, Andreia Marques, acusou o jogador de ter tentado assassiná-la por asfixiamento e cortado seus pulsos quando ela quis viajar para Porto, em Portugal. Porém, o argentino nega o caso e afirma que a mulher teve um surto em casa e tentou evitar um suicídio dela.

Pelo relato do atleta, Andreia quebrou alguns objetos, pegou um pedaço de caco de vidro e cortou os pulsos, indo à delegacia afirmando ter sido agredida. A defesa de Lucho garante que tem testemunhas suficientes para provar a versão do jogador.

Apoio do Atlético

Na última terça-feira (19), o presidente do Atlético, Luiz Sallim Emed, deu um depoimento onde elogia o argentino e que a situação pegou todos de surpresa. Além disso, o clube está prestando toda a solidariedade ao meia.

“Nesse período que o Lucho passou aqui conosco sempre demonstrou ser uma pessoa correta, ética, honrada. O que acabou acontecendo pegou todos nós de uma grande surpresa. Felizmente, essa situação não tem nenhuma verdade e nós podemos dizer o quanto de carinho, solidariedade nós precisamos repassar ao Lucho e a sua família, em especial a seus filhos. É importante relatar que o Atlético tem dado e vai continuar oferecendo todo o apoio necessário, jurídico, psicológico e humanitário. Sempre em nome da verdade. E o Lucho demonstrou conosco e por todos os locais por onde passou essa pessoa espetacular, bom pai, bom atleta e cidadão. Conte conosco”, afirmou Sallim Emed.

Confira o vídeo gravado por Luiz Sallim Emed: