enkontra.com
Fechar busca

Atlético

Atlético Paranaense

Atlético Paranaense

Plano B ou plano A?

Fernando Diniz pede demissão do Guarani e vai se reunir com diretoria do Atlético

Treinador estava no Bugre há um mês, mas time de Campinas anunciou sua saída por conta de oferta da Série A

  • Por Redação
Fernando Diniz teve passagem relâmpago pelo Guarani, sem nem ter estreado à beira do gramado. Foto: Gabriel Ferrari/Guarani Press

O Atlético perdeu a paciência com Seedorf. Apesar de aguardar até esta quarta-feira (3) como prazo final, o Furacão já buscou outra opção no mercado e tem em Fernando Diniz o plano B, que está mais próximo de ser o plano A.

O treinador já se despediu nesta terça-feira (2) do Guarani, menos de um mês após ter assumido o cargo, e desembarca em Curitiba nesta quarta-feira (3), para conversar com a diretoria do Rubro-Negro, conhecer as instalações do CT do Caju e assinar contrato para já iniciar a pré-temporada do time, que se reapresenta nesta quarta. Em seu site oficial, o Bugre afirmou que uma proposta da Série A seduziu o técnico, que pediu a demissão.

“Tenho o maior respeito pelo Guarani e pela torcida, mas é o momento que eu acho que tenho que sair. Não posso falar que deixei o clube na mão. Plantei uma semente boa no clube e quem chegar vai pegar um time motivado. Deixo alguma coisa positiva e também levo coisas positivas. Saio em paz comigo. Tudo aconteceu muito rápido e eu mesmo fui surpreendido”, disse Diniz, na saída do estádio Brinco de Ouro da Princesa, dentro do próprio carro.

Aos 43 anos, Fernando Diniz treinou diversas equipes do interior paulista. Seu maior feito aconteceu em 2016, quando foi vice-campeão do Campeonato Paulista com o Audax. Em 2015, trabalhou no Paraná Clube em algumas partidas na Série B, mas o forte temperamento e as mudanças revolucionárias no time não agradaram a diretoria na época. No Tricolor, foram 17 jogos, com seis vitórias, três empates e oito derrotas.

Para tirar o profissional do Bugre, o Furacão pagará uma multa de R$ 30 mil, equivalente a um mês do salário dele no time de Campinas. Ou seja, a mudança no planejamento se refletirá nos cofres do clube, que estava disposto a pagar um salário de estrela internacional a Seedorf.

CEO fica de fora

Com a mudança de ideia do Atlético, não é só Seedorf que não será mais contratado. O ex-presidente do Bahia, Marcelo Sant’Ana, estava apalavrado para ser o CEO do Furacão. Porém, Mario Celso Petraglia, presidente do Conselho Deliberativo do Rubro-Negro, vai acumular a função e ser o homem-forte do futebol.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

36 Comentários em "Fernando Diniz pede demissão do Guarani e vai se reunir com diretoria do Atlético"


Alberto Pereira
Alberto Pereira
6 meses 19 dias atrás

Enquanto o xoxa fechou com Ronaldinho e Kaka para jogar a segundona o CAP não consegue trazer o holandês, lastimável!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

MARCELO
MARCELO
6 meses 20 dias atrás

HAHAHAHAHAHA um pouquinho mais hahahahahahaha !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Paulo lima
Paulo lima
6 meses 20 dias atrás

Esses Patéticos são comédia mesmo !!!!!!!!

Gustavo
Gustavo
6 meses 20 dias atrás

Meu Deus! Mais um treinador retardado

REPUBLICA DOS COXINHAS
REPUBLICA DOS COXINHAS
6 meses 20 dias atrás

eSSE CLUBECO DE M…… SÓ TEM MÍDIA FALSA. ALGUÉM ACHOU AÍ QUE O SEEDORF VIRIA PARA UM TIME QUALQUER SEM TRADIÇÃO NACIONAL? PIADA TEM HORA.

Cap Tijucas
Cap Tijucas
6 meses 20 dias atrás

Sempre cuidando da vida do vizinho.
Eeeehhh d. Maria.

1 2 3 6
wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas