O Atlético nem bem teve tempo para comemorar a vitória por 2×0 sobre o Corinthians e já terá pela frente outro adversário direto. Neste sábado, às 18h30, no Kleber Andrade, o Furacão encara o Flamengo em uma partida que pode valer uma vaga no G4 ao término do primeiro turno. No momento, o clube carioca é o sexto colocado, com 31 pontos, enquanto o Rubro-Negro é o sétimo, com 30. Ou seja, uma vitória já seria o suficiente para ganhar uma posição, ainda podendo ultrapassar Grêmio (4º) e Atlético-MG (5º), que têm 32.

Porém, para o técnico Paulo Autuori, um triunfo em Cariacica não seria importante para ultrapassar um concorrente direto, mas sim para se manter próximo da primeira colocação. Em uma combinação de resultados totalmente favorável, o Atlético pode terminar a primeira metade do Brasileirão com a mesma pontuação do primeiro colocado. Neste caso, chegaria aos 33 pontos, junto com Santos, Palmeiras e Corinthians, e ficaria no G4.

“O mais importante, que estamos prestes a cumprir a meta, é chegarmos ao final do primeiro turno em uma situação confortável. A minha preocupação não é estar em sétimo, oitavo, e sim a distância da liderança, que é muito pouca. Esse objetivo que vamos tentar solidificar contra o Flamengo”, afirmou o treinador.

Nem mesmo a vitória na rodada passada e a possibilidade de entrar no G4 mudam o planejamento do Furacão. Autuori, pensando mais uma vez no desgaste físico dos jogadores, deve fazer pelo menos duas trocas. O zagueiro Paulo André e o meia Marcos Guilherme não treinaram na quinta-feira e podem dar lugar a Wanderson e Lucas Fernandes, respectivamente.

“Ajustes sempre precisam ser feitos, independentemente de jogar bem ou mal. Temos um modelo de jogo já definido, os jogadores sabem as instruções que têm que obedecer, mas vamos sempre tentando melhorar as coisas, mas não por causa deste ou aquele adversário, mas sim por nós mesmos”, acrescentou o comandante rubro-negro.

FICHA TÉCNICA

BRASILEIRÃO
1º Turno – 19ª Rodada

FLAMENGO X ATLÉTICO

Flamengo
Alex Muralha; Pará (Rodinei), Réver, Rafael Vaz e Chiquinho; Márcio Araújo, Willian Arão, Mancuello e Éverton; Fernandinho e Guerrero.
Técnico: Zé Ricardo

Atlético
Santos; Léo, Wanderson, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Hernani, Lucas Fernandes, Vinícius e Pablo; Nikão.
Técnico: Paulo Autuori

Local: Estádio Kléber Andrade (Cariacica-ES)
Horário: 18h30
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Celso Luiz da Silva (MG)