O Departamento Jurídico do Atlético terá trabalho para reduzir a punição que o goleiro Rodolfo pode sofrer junto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O julgamento do caso está marcado para a próxima segunda-feira.

O arqueiro foi flagrado no exame antidoping, por uso de cocaína, após os jogos contra CRB e Ceará, pela Série B do Campeonato Brasileiro. Em uma defesa prévia enviada ao STJD, o Atlético ressalta que é a primeira vez que isso ocorre no clube e destaca que o caso é diferente dos já analisados no futebol brasileiro.

De acordo com o departamento jurídico rubro-negro, Rodolfo é dependente químico e desde pequeno convivia com o uso e o comércio de drogas. O clube alega ainda que o consumo não objetivou um ganho de desempenho do atleta.