Não repetir o fiasco do ano passado, quando decidiu a vaga em seu estádio, com o apoio do torcedor, e foi desclassificado prematuramente da Copa do Brasil. É com esse objetivo que o Rubro-Negro entra em campo, logo mais, às 19h30, na Arena, para enfrentar o ABC, de Natal.

O Atlético tem a vantagem de três resultados para seguir adiante na competição e enfrentar o Corinthians paulista na próxima fase. Pode empatar por 1 a 1 ou sem gols. Vitória por qualquer resultado também dá a classificação ao Atlético. Igualdade em dois gols, cobrança de penalidade.

Mas essas vantagens e o fato de decidir em casa não têm sido suficientes para, ultimamente, garantir sucesso ao clube da Baixada. Nos últimos dois torneios mata-mata, em 2008, a equipe vacilou. Perdeu a vaga para o Corinthians alagoano (Copa do Brasil) e Chivas Guadalajara (Copa Sulamericana).

Para reverter esse quadro desfavorável, o grupo precisa ter a lembrança de todo o sofrimento e pressão vividos no ano passado para transformá-los em motivação, já que todo o tormento começou com a desclassificação na Copa do Brasil.

Foco

Três atletas que permanecem como titulares no time atual participaram do vexame da eliminação precoce de 2008. Os zagueiros Rhodolfo e Antônio Carlos e o meia Netinho têm presença garantida para hoje à noite. Para Rhodolfo, as palavras-chaves para conquistar o objetivo são competição e determinação.

“Temos que pensar no jogo contra o ABC. Sabemos que será muito difícil mas, com o apoio da torcida, temos tudo para sair com o resultado positivo”, afirmou o defensor.

O Atlético vive a semana mais importante deste ano. Além de encarar o ABC pela Copa do Brasil, o elenco não pode se desligar do clássico contra o Coritiba, que pode definir o título estadual no final de semana. Ciente dessa dificuldade, Geninho prega o famoso discurso de “um jogo de cada vez”.

“A atenção é no ABC porque a vantagem é pequena (empates). É uma equipe estruturada, com jogadores de qualidade. É um time forte. E poderemos ter problemas. Copa do Brasil até quarta-feira e depois o Coritiba”, explicou o comandante rubro-negro.

Rivalidade

Mas com a importância e proximidade do Atletiba não dá para ficar alheio a esse confronto também. “É uma semana importante e de concentração total. Temos dois objetivos que são fortes. Se passarmos pelo ABC, vamos enfrentar uma das equipes mais badaladas do Brasil (Corinthians. Isso profissionalmente é bom e estaremos dando um passo à frente na Copa do Brasil. E no domingo pode ser um passo decisivo para a conquista do título estadual”, finalizou.