Morreu o arquiteto Ayrton Cornelsen, aos 97 anos. Conhecido como Lolô, o curitibano foi jogador do Athletico e o arquiteto original de dois dos estádios da cidade: Pinheirão e Couto Pereira, do Coritiba.

O falecimento foi confirmado pela filha do arquiteto, Consuelo Cornelsen. O velório e enterro deverá ocorrer no Cemitério Luterano de Curitiba, no Alto da Glória, mas o horário de início da cerimônia ainda não está confirmado. Além dos filhos, Lolô também deixa a esposa Consuelo Cornelsen.

Saiba quem foi Lolô Cornelsen

Engenheiro e arquiteto renomado, uma das principais figuras do modernismo brasileiro, Lolô foi lateral do Coritiba e, posteriormente, defendeu o Athletico, nos anos 40, campeão amador em 1943/44 e profissional em 45. Depois, afastado dos gramados, tornou-se torcedor ferrenho do Rubro-Negro.

Curiosamente, a história de Lolô também caminhou próxima do rival Coritiba fora de campo. Aryon Cornelsen, irmão de Lolô, foi presidente e figura histórica do Coxa. Ligação que fez com que Lolô criasse um projeto para o estádio para o clube, quando a casa alviverde ainda era chamada de Belfort Duarte, antes da mudança para Couto Pereira. No entanto, os planos foram modificados.

Projeto do estádio do Coritiba. Valterci Santos/Arquivo/Gazeta do Povo

Lolô também foi o arquiteto original do Pinheirão. Entretanto, da mesma forma que ocorreu com o Couto Pereira, viu o projeto da praça esportiva da Federação Paranaense de Futebol (FPF) ser profundamente alterado com o tempo.

Projeto do estádio do Pinheirão. Valterci Santos/Arquivo/Gazeta do Povo

“Não teve forma, não teve estilo. Foi feito todo remendado. Cada diretor que aparecia modificava o estádio. Tenho de ficar dizendo sempre que não fui eu que fiz aquilo, apenas comecei. Tenho vergonha. Nunca pisei no Pinheirão”, comentou Lolô, em entrevista à Gazeta do Povo em 2011.