O presidente do Conselho Deliberativo do Athletico, Mario Celso Petraglia, e o diretor de futebol Paulo André foram punidos com 15 dias de afastamento dos seus respectivos cargos por conta de ‘reclamação desrespeitosa’, após o empate em 1×1 com o Santos, no dia 8 de setembro, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Na ocasião, o Furacão vencia a partida até os minutos finais na Vila Belmiro, quando um pênalti foi marcado para a equipe santista e gerou o empate. Com o uso do VAR, o árbitro Rodrigo Carvalhaes de Miranda apontou a penalidade, o que foi contestado pelo time paranaense, que alega que o lance de falta aconteceu fora da área.

+ HISTÓRICO! Carneiro Neto fala da carreira em entrevista ao podcast De Letra!

A punição foi decretada pelo Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol (STJD), que, por maioria dos votos, aprovou a aplicação de 15 dias de suspensão aos dois, ambos por reclamação desrespeitosa. Vale ressaltar que Petraglia está atualmente internado, passando por tratamentos médicos por conta de problemas no intestino.

Após a partida contra o Santos, Paulo André se mostrou indignado com a decisão da arbitragem e em entrevista coletiva usou o termo ’garfados’ para descrever a situação que o Athletico passou.

“Eu não estou falando de interpretação, mas sim com lances do VAR. São vários ângulos. A arbitragem não pode ser irresponsável. É vergonhoso. Fomos garfados aqui. Isso é inadmissível. É uma grande vergonha. O toque claramente é fora da área”, disparou o dirigente.

+ Confira a classificação completa do Brasileirão!

Já o presidente se pronunciou por meio de suas redes sociais fazendo duras críticas ao uso do VAR. “Estamos cansados de erros de arbitragens contra nós! A esperança do VAR não existe mais, o ‘erro‘ agora fica oficializado! A nossa torcida que se manifeste e reaja! Pedir à direção do Furacão que façamos alguma coisa de nada resolve! Estamos todos esses anos lutando contra o sistema, além de cansada, a direção se sente impotente! Esse ano já tivemos os casos da partida do nacional contra o Botafogo e da CB (Cop do Brasil) em Curitiba contra o Flamengo! O ano passado, 2018, foi a mesma história na Vila e no Beira Rio! O nosso projeto vitorioso carimba na testa do Brasil, que, ou existe incompetência ou corrupção! Não deixam nosso Athletico seguir sua vida em paz! O tempo será o senhor da razão!!!”, escreveu o presidente, em sua conta pessoal.

Mais do Furacão:

+ Reta final do Brasileirão será uma espécie de vestibular no Athletico