O Athletico está nas quartas de final da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Nesta quarta-feira (15), o Furacão encarou o Taboão da Serra, no estádio municipal Hermínio Espósito, em Embu das Artes, e venceu por 2×1. O gol da vitória saiu em gol contra do zagueiro Alan, do time paulista, nos instantes finais. O próximo adversário do Rubro-Negro na Copinha sairá do confronto entre Corinthians e Mirassol.

A partida, válida pelas oitavas de final da Copinha, começou com pressão atleticana, mesmo com a torcida demonstrando um forte apoio aos ‘donos da casa’. Ainda que o jogo não tenha acontecido em Taboão da Serra, a distância entre as cidades é pequena.

Apenas 12 quilômetros separam as localidades e o estádio em Embu das Artes, com capacidade para aproximadamente cinco mil pessoas, ficou lotado.

O Furacão não demorou a abrir o placar. Aos 11 minutos, Paulo Victor balançou as redes. Após cobrança de lateral, Bruno Leite cabeceou e a bola sobrou na entrada da área. O atacante esperou a bola quicar e, ganhando dos marcadores, puxou a bola pra perna esquerda e mandou um chute forte. Foi o quinto gol do camisa 19, que é o artilheiro do time na competição.

O Taboão tentou dar a resposta. Aos 13, após troca de passes, Jailson chuta rasteiro da entrada da área. A bola passou muito perto do gol atleticano.

O jogo se manteve equilibrado no restante da primeira etapa, mas os paulistas poderiam ter marcado por conta de uma falha. Aos 46 minutos, a bola foi lançada em profundidade para Wilson e o goleiro Léo Linck saiu da área para afastar, mas se enrolou e furou o chute. A defesa atleticana estava a postos e conseguiu afastar a bola antes do prejuízo.

O segundo tempo começou disputado, com os jogadores abusando das faltas. Logo nos minutos iniciais, um cartão amarelo para cada lado: Vinícius Mingotti pelo Athletico e Vinicius pelos paulistas. O Taboão chegou ao empate aos 13 minutos. Alison, da meia esquerda, mandou uma bomba no ângulo. Léo Linck sequer conseguiu chegar no lance e viu a bola entrar de seu lado esquerdo.

Após sofrer o empate, o Athletico se mostrou nervoso no jogo e os atletas do Rubro-Negro passaram a cometer mais faltas, recebendo mais cartões amarelos. Ramon e Léo Ataíde também foram advertidos, além de Alan Patrick já ao final, e o auxiliar técnico do Athletico, Alessandro.

Por muito pouco os paulistas não viraram. Aos 34, a bola foi lançada na área, o goleiro atleticano falhou, deixou passar e a bola sobrou para Marquinhos. O atacante, dentro da área, sem goleiro, quase em cima da linha, inacreditavelmente chutou cruzado ao invés de estufar as redes. A bola percorreu toda a linha e não entrou.

O Furacão foi muito pressionado nos instantes finais, mas aguentou as investidas. Quando parecia que a decisão ia para os pênaltis, um lance mudou o panorama do jogo. Aos 48 minutos, após cruzamento, Jajá cabeceou firme, o goleiro Sacana tirou a bola e o zagueiro Alan foi chutar, mas marcou contra, garantindo a vitória do Athletico.

+ Mais do Furacão:

+ Entre ida ao Corinthians e renovação com o Athletico, Rony não viaja à Argentina
+ Athletico vai transmitir jogos do Paranaense em seus canais oficiais
+ Athletico recebe proposta maior do Benfica por Bruno Guimarães
+ Jogos do Athletico contra Racing e Boca terão transmissão na TV