A vitória do Athletico por 2×1 em cima do Bahia pode ter sido apenas o começo de uma reação do time no Campeonato Brasileiro. No último sábado, o Rubro-Negro bateu o Tricolor de Aço dentro da Fonte Nova, garantindo mais três importantes pontos rumo ao objetivo de escalar posições na tabela. Mesmo já tendo confirmado até aqui uma temporada de sucesso, o Furacão não quer se contentar em ser apenas coadjuvante até o fim da competição.

A posição tímida do Athletico na tabela do Brasileirão no momento tem explicação. O time precisou se dividir entre outras importantes competições e, por isso, acabou deixando de lado a Série A. O único momento da disputa em que o time esteve no G4 foi na primeira rodada, após a vitória por 4×1 em cima do Vasco. Desde então, oscilou, chegando a estar em 12º como pior colocação, e em sexto, a melhor no decorrer das 23 rodadas.

+ Confira a classificação do Brasileirão

Porém, agora, as prioridades mudaram. O Rubro-Negro volta suas atenções ao Campeonato Brasileiro. Mesmo que o Athletico já esteja garantido na Copa Libertadores do próximo ano e, por isso, não precise da disputa nacional para brigar por uma vaga, o técnico Tiago Nunes já falou anteriormente que a equipe vai lutar para encerrar em um lugar de destaque. Além de o Brasileirão valer premiação em dinheiro, há outro fator significante que faz o treinador atleticano estar determinado a levar seu grupo ao topo. “Temos a responsabilidade de representar bem o Athletico. É importante falar como encontramos um prazer de jogarmos juntos, vencermos juntos e vamos fazer o melhor porque somos os atuais campeões da Copa do Brasil”, destacou.

Restam 15 rodadas para que o time possa mudar de patamar e o triunfo em cima do Bahia foi muito importante porque demonstra que o Rubro-Negro está evoluindo em alguns aspectos. Fora de casa, por exemplo, o Athletico tinha vencido apenas o CSA e Cruzeiro, duas equipes que lutam contra o rebaixamento desde o início da disputa. A vitória diante do time baiano que, pelo contrário, briga pelo G4 e tem uma campanha quase imbatível com apenas uma derrota em casa antes do confronto, dá o ânimo necessário pro Furacão.

Por isso, Tiago confia que não haverá obstáculos na missão ‘escalada na tabela’.“Este ano enfrentamos situações de grandes estádios, grandes públicos, grandes adversários, então o time hoje está com uma maturidade muito boa para enfrentar qualquer cenário”, disparou o comandante, confiante no que o time ainda almeja para este ano. “Nosso limite a gente não colocou”, arrematou.

Leia mais:

+ Especial: Como Thiago Heleno encarou a suspensão por doping
+ Furacão festeja vitória em retorno do General
+ Petraglia tem melhora satisfatória