Há cerca de um ano, o argentino Marco Ruben se despedia do Athletico após uma grande temporada. Foram 42 jogos, 13 gols marcados, cinco assistências e dois títulos pelo clube: Copa do Brasil e Levain Cup.

Na memória do torcedor, momentos históricos do gringo ficaram gravados, como o hat-trick contra o Boca Juniors na vitória por 3 a 0 pela Libertadores, o gol frente ao River Plate no triunfo por 1 a 0 pela Recopa e as duas assistências nos jogos finais da Copa do Brasil, contra o Internacional.

Marco Ruben deixou saudades no Athletico. Foto: Albari Rosa/Arquivo/Tribuna.

Entretanto, Marco Ruben preferiu retornar à Argentina ao fim do seu contrato com o Furacão e voltou a vestir a camisa do Rosario Central nesta última temporada. Após a sua saída, o Rubro-Negro tem tido dificuldades para encontrar um novo homem-gol.

>> Tabela e classificação do Brasileirão

Quem largou como provável substituto logo de cara foi o jovem Guilherme Bissoli, até então desconhecido da torcida atleticana. Com 22 anos, o atacante fez 20 partidas na temporada 2020 e marcou oito gols, sendo o artilheiro da equipe no ano. Mas, com o passar dos jogos, Bissoli foi perdendo espaço.

Guilherme Bissoli perdeu espaço. Foto: Albari Rosa/Foto Digital/Tribuna.

Outros jovens atacantes também pintaram na equipe principal com a missão de ser o ‘homem-gol’, como Pedrinho, 21 anos, que atuou em 21 partidas e marcou seis gols, sendo comprado em definitivo pelo clube junto ao Oeste. Mesmo assim, o atacante também não se firmou e acabou sendo emprestado ao time paulista.

Últimas apostas

Carlos Eduardo, 24 anos, vive altos e baixos no Athletico. Emprestado pelo Palmeiras, o atacante já completou 24 partidas e marcou quatro gols. Já foi muito criticado pela torcida e hoje ‘respira um pouco mais aliviado’ por estar demonstrando mais vontade em campo.

Por fim, o Furacão apostou suas fichas em Renato Kayzer, 24 anos, que vinha fazendo uma boa temporada pelo Atlético-GO. O atacante já realizou nove partidas e marcou três gols, o principal deles foi o da vitória contra o Fortaleza, no último sábado, que encerrou um jejum de 11 jogos sem triunfos do Furacão.

+ Mais do Furacão:

+ STJD ignora pedido do Fortaleza pra anular jogo contra o Athletico
+ Athletico tem data definida de jogo atrasado e “perde” semana cheia
+ Athletico tem apenas um jogador com contrato até o final da temporada


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?