O atacante Dante retornou nesta terça-feira à seleção brasileira de vôlei, após uma ausência de dois anos. O jogador mato-grossense defendeu a equipe pela última vez nos Jogos Olímpicos de Pequim, onde obteve a medalha de prata. Ele não pôde atender às últimas convocações do técnico Bernardinho porque seu filho mais novo, Antônio, padecia de problemas no coração.

“Senti saudades. Quando assistia pela televisão aos jogos do Brasil a vontade era de estar em quadra ajudando. Mas a minha ausência foi por uma boa causa”, diz Dante, referindo-se ao problema do filho. “Não era possível conciliar as duas coisas. Se ele estiver bem, fico mais tranquilo”, completou o jogador que defendeu nesta temporada o Dínamo de Moscou, da Rússia.

A seleção se prepara para a Liga Mundial no Centro de Treinamento de Saquarema, no Rio de Janeiro. A estreia está programada para o próximo dia 4, em Uberlândia. O adversário será a equipe da Bulgária. No mesmo grupo ainda estão Holanda e Coreia do Sul.