A torcida coxa-branca fez balançar o Couto Pereira e foi uma importante arma a favor na primeira partida da decisão. Agora, chegou a hora da galera rubro-negra dar a resposta e fazer a diferença na Baixada, no Atletiba que vai definir o campeão paranaense de 2008.

A derrota de 2 a 0 para o rival não tirou a esperança dos atleticanos. Para ajudar o time a reverter o placar, a fanática torcida rubro-negra já prepara uma grande festa. Como sempre acontece nas grandes decisões, o Caldeirão vai ferver a pleno vapor. A promessa é criar um ambiente infernal para o time alviverde e empurrar o Furacão à conquista de mais um título estadual.

No primeiro clássico das finais, a nação alviverde ocupou 90% do Couto e pôde usar de tudo para colorir o estádio. No próximo domingo, os papéis se invertem. A Arena será quase toda rubro-negra e os coxas terão apenas a própria voz para incentivar os jogadores do Cori.

Na linha de frente do povão rubro-negro, a torcida Os Fanáticos já prepara um grande espetáculo. ?Mais uma vez o Atlético vai precisar de sua torcida e vamos fazer a diferença. Quem for ao jogo tem que cantar até o apito final. Estamos preparando uma festa que ficará na lembrança?, diz Juliano Rodrigues, vice-presidente da organizada.

A turma que organiza os mosaicos na Arena está mobilizada. Como já é tradicional nos jogos de casa cheia, uma grande imagem será formada pelos torcedores no setor Buenos Aires superior. ?Sabemos da força que nossa torcida tem. Com todos apoiando o tempo todo vamos passar por cima do nosso maior rival?, aposta o presidente da comissão de mosaicos, Thiago Henk.

A diretoria atleticana também fará sua parte para colorir a Baixada. Por enquanto, ninguém abre o jogo, mas algumas surpresas estão sendo preparadas para incentivar ainda mais os jogadores e todos os rubro-negros que forem ao estádio no próximo domingo.