Como você imagina o mundo daqui a mil anos? Para Philip Reeve não será altamente tecnológica, com carros voadores e biosustentável.  Assim como ‘Mad Max‘, “Máquinas Mortais” mostra um futuro de ruínas e de volta para o passado. Bem estilo século XV, onde os países europeus colonizavam a América, Ásia e África.

LEIA MAIS: Documentário no YouTube tenta desvendar os mistérios do ataque contra Jair Bolsonaro

Do livro para a telona, a história de sucesso de Philip Reeve chega aos cinemas nesta quinta-feira, 10, com objetivo de tornar uma franquia de sucesso. Peter Jackson, produtor das trilogias “O Senhor dos Anéis” e de Deborah Forte, da sequência “Goosebumps” tiveram a missão de produzir o filme.

Máquinas Mortais” mostra o mundo depois da Guerra dos Sessenta Minutos, onde a Terra está destruída e os sobreviventes vivem em cidades movidas sobre rodas. As “metrópoles móveis” tentam explorar as cidades menores. Veja o trailer:

Mesmo com um currículo invejável de produção, Jackson e Forte não entregam um longa plausível para “Máquinas Mortais”. A atrapalhada direção de Christian Rivers (Minutos Após a Meia-Noite) vive de flash backs desnecessários. O roteiro é fraco e atuações superficiais. Os efeitos especiais agradam, mas não para sessão em 3D.

CONFIRA TAMBÉM: Filmes que estreiam em 2019

Mas se você é amante dos livros de Philip Reeve, a história cinematográfica de Máquinas Mortais” estreia nesta quinta-feira (10) em Curitiba.

Avaliação: ⭐⭐ 1/2
Pra quem gosta: ficção científica
Pra assistir: com amigos
Filmes/Séries semelhantes:  Divergente, Jogos Vorazes e Maze Runner

Compartilhe no WhatsApp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Instagram Compartilhe no Twitter Compartilhe a Tribuna