Com seus 83 anos, Elza Soares mais uma vez mostra que a idade é apenas um contador de tempo de sua incrível história. E a artista não para. Ela acaba de lançar nesta sexta-feira (20), Dia Nacional da Consciência Negra, o videoclipe “Vaso Quebrado”, canção presente no álbum Onze – Músicas Inéditas de Adoniran Barbosa, lançado em agosto deste ano pela Dorsal Musik e Coala Lab

CONFIRA TAMBÉM: 7 filmes para ver em casa no Dia da Consciência Negra

E a novidade não termina por aí, o videoclipe foi gravado em Curitiba em agosto por uma equipe de profissionais negros.

VEJA TAMBÉM: Curitiba preta: a força dos movimentos antirracistas na capital mais negra do sul

O blog Não é Spoiler conversou com um dos diretores, Gustavo Tissot. Vindo de São Paulo para abrir uma filial de sua produtora, a Polvo, na capital paranaense, o diretor revela como surgiu a ideia de gravar o clipe, o seu desejo de formar um time de profissionais negros para o vídeo e as dificuldades em trabalhar no meio da pandemia do coronavírus. Confira a entrevista:

Como surgiu a oportunidade de gravar o videoclipe para “Vaso Quebrado”?
Eu tive acesso ao disco [Onze – Músicas Inéditas de Adoniran Barbosa] e tinha essa canção [Vaso Quebrado] que eu tive a ideia de gravar um vídeo pra esta música. Conversei com a Fernanda Pompermayer, diretora também do videoclipe, sobre a minha vontade de fazer o videoclipe e a coisa se encaminhou pra isso.

E como a Elza Soares ficou sabendo sobre sua vontade em gravar um vídeo para a música?

A gente negociou faz um tempo, mas recebemos o ok dela no dia da gravação. Ela estava na correria com a Premiação Multishow, mas eles foram super abertos, desde a apresentação da ideia. O Pedro Loreiro, agente da Elza, foi quem deu todo suporte até quando fomos gravar a cena dela para o clipe.

Onde foi filmado?

O videoclipe foi filmado na Área 51, um antigo Hospital Psiquiátrico que funciona atualmente um campo de airsoft. Escolhemos o lugar, pois tinha uma estrutura antiga que combinava com a nossa direção de arte, que era uma estética “decadente elegante”. O produtor de Locação Carlos Eduardo Castelo Branco conseguiu alugar o local por um preço razoavelmente simbólico.

A equipe toda é formada por profissionais negros. Foi difícil conseguir montar este time?

Eu tinha em mente desde o início em formar uma equipe toda preta e por sorte encontrei gente muito competente. Não foi muito difícil. Eu já morei em Curitiba há 10 anos, então já conhecia algumas pessoas. O Fumaça [apelido de Ivanir Silva], Diretor de Fotografia do videoclipe, eu já conhecia, um cara super parceiro. O grande arquiteto do vídeo, Ulisses Sant’Anna, que assina a diretor de produção também já tinha trabalhado antes. O restante foi através de conhecidos meus e da Fernanda Pompermayer. O bailarino eu tive que dar uma “stalkeada”, eu fui no Instagram procurar por bailarinos curitibanos negros e encontrei o Rodrigo Leopoldo que no começo ficou meio receoso com a ideia, mas entendeu o projeto e se entregou. Todo mundo participou por amor a arte.

E como foi gravar com a Elza Soares?

Tanto nas gravações de Curitiba, como no Rio de Janeiro, nossa equipe tomou todo cuidado de proteção contra a covid-19. Com a Elza tivemos apenas dois profissionais da nossa filial no Rio Janeiro gravando com ela.

Sua produtora abriu uma filial em Curitiba como você o mercado audiovisual aqui na capital?

Na verdade eu vim pra cá pra abrir em março, quando a pandemia do coronavírus estava no início. Daí com o avanço da pandemia, resolvemos esperar pra abrir o espaço físico em 2021, mas já estávamos operando em home office. Curitiba é talvez o maior pólo de produção audiovisual fora do eixo Rio-São Paulo. Tem ótimas produções de comerciais nacionais e uma equipe de profissionais maravilhosa e que contempla qualquer tipo de trabalho. Inclusive eu quero frisar a colaboração de duas empresas curitibanas que foram sensacionais para a realização do videoclipe. A Red Matut, que emprestou equipamentos, e a Cine Movimento por ceder seu equipamento de luz. Eu sempre gostei de morar em Curitiba e também percebi que para a produtora fazia sentido ter outra base de produção aqui. Temos uma filial na Bahia, São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre. Curitiba entrou no radar. Já trabalhamos com empresas locais, inclusive, como o Grupo Boticário. Eu espero que a relação comercial daqui aumente ainda mais.

Assista ao vídeo

Ficha Técnica Música Vaso Quebrado
Música: Vaso Quebrado
Composição: Adoniram Barbosa / Osvaldo Guilherme
Intérprete: Elza Soares
Produção: Lucas Mayer

Ficha Técnica Videoclipe Vaso Quebrado
Direção Gustavo Tissot & Fernanda Pompermayer
Produção Executiva : Ana Maitê Frölich
Direção de fotografia : Ivanir Silva
Gimbal : Deivison de melo
Direção de arte : Jonas Sanson
Direção de produção : Ulisses Sant’Anna
Locação: Carlos Eduardo Castelo Branco
Figurino: Vanessa Mota & Otávio Braga
Make: Marina Costa
Cabelo: Ewerton Lourenço
Elenco : Vanessa Marques e Rodrigo Leopoldo
Máquinaria e elétrica: Movimento
Transporte: Marcelo Transportes
Bombeira: Márcia dos Santos
Monitor : Red Mamut camera rental
Equipamento de câmera: Adriano Sene

Imagens Elza:
Direção Pedro Metz
Fotografia: Theus Santos

Equipe Elza Soares:
Gestão exclusiva: Projetar
Produção geral: Pedro Loureiro
Produção executiva: Vanessa Soares
Make e hair: Pachu