Ainda em ritmo de festa pela comemoração de aniversário, há exatos 12 meses atrás eu publicava a segunda postagem desta coluna, dias e horas a fio dedicados a fazer a melhor publicação de todas, assim nascia uma das matérias mais lidas até o dia de hoje da coluna, vamos relembar! 

Qual a diferença entre Personalização, Customização e Tuning?

Você já se questionou a diferença entre personalização, customização e tuning? quando as usamos corretamente? já que elas são usadas com frequência no meio automotivo. Esta confusão é normal, pois os significados são parecidos, mas o que já podemos deixar bem claro é que, o tuning é um processo de customização, um estilo de personalização adotada e não o próprio contexto em si, falarei dele melhor ao final deste texto.

Personalização: Tornar pessoal, tornar algo único, dar caráter pessoal. No meio automotivo podemos dizer que é usada na primeira pessoa do singular, “eu vou personalizar meu carro”, dar um toque pessoal e único, ou seja, uso esta palavra quando vou personalizar meu próprio carro, seja por você ou por um terceiro.

Customização: A palavra é empregada no sentido de personalização, adaptação. Desta forma, customizar é adaptar algo de acordo com o gosto ou necessidade de alguém ou alterar algo para fazer com que sirva melhor aos requisitos de alguém. Customização pode ser entendida como sendo adequação ao “gosto do cliente”, quando usamos na terceira pessoa.

Assim podemos dizer que eu vou personalizar meu carro e você vai customiza-lo para mim.

Qual estilo de customização deve seguir?

 Agora que já sabemos a diferença entre as palavras, basta saber qual estilo adotar na hora de personalizar o carro. Discutir sobre qual dos vários estilos usar nas customizações é sempre difícil para os apaixonados por carros, pois queremos sempre deixa-los únicos e deslumbrantes, mas aqui vale uma dica! Não se prenda a gêneros, hoje em dia quem faz o estilo é você, e o legal é que pode brincar com várias adaptações de várias tendências, claro! Sempre usando o bom senso, vamos lá.

 German Look ou Euro Look – Uma das tendências mais admiradas nas customizações no mundo todo, o German Look surgiu em meados da década de 70, onde os alemães adaptavam seus Fuscas para aumentar o seu desempenho a fim de serem utilizados nas admiráveis Autobahns. No início, o estilo era usado apenas nos modelos Volkswagen por causa da facilidade de adaptação das peças do Porsche, assim melhorando a performance. O que os alemães valorizam é a potência e o desempenho mais do que a estética. Com o passar dos anos este estilo foi sendo adaptado em outras marcas de carros, assim passando a ser chamado pelo nome de Euro Look. Entre as características deste estilo estão: manter o carro o mais original possível, suspensão super-rebaixada, bem próximo ao chão, rodas largas, em alguns casos os para-lamas são alongados e o mais importante, a preparação muito forte nos motores.

 Estilos de customização

Rusted Look – Enferrujado, desbotado, desgastado e rústico. Neste estilo geralmente são aplicados em carros das décadas de 60 a 70 onde são rebaixados e usam assessórios de época e peças originais, tais como: rodas, bagageiros ou algo vintage da época, quando mais desgastadas e enferrujadas são as carrocerias mais lindos ficam. Neste gênero, o importante é andar baixo e não a potência do motor. Características: Originalidade, carro muito baixo e muit,a ferrugem. Carros mais modernos que queiram ser adeptos a este estilo de customização tem que ter seus carros lixados e enferrujados em algumas partes.

Estilo de customização Estilo de customização 

Rat Look ou Rat Rod  É comum confundir o estilo Rusted Look com Rat Look, pois ambos são enferrujados, mas o fato é que são estilos bem diferentes. Com o movimento dos Hot Rods em meados da década de 40 e início da 50, onde os soldados americanos voltavam da 2ª Guerra Mundial com muito conhecimento de mecânica, pouco dinheiro e sem mão de obra qualificada para a restaurar as carrocerias, concentravam-se seus esforços na performance mais do que no acabamento estético, deixando-a no estado em que estava, desgastada por causa do tempo. O nome (visual de rato) surgiu devido associação feita ao rato verde conhecido Rat Phink, tornando-se um símbolo dos admiradores do estilo Hot Rods. O Rat Look usa várias peças adaptadas de outros carros dando o ar desleixado.

Estilos de customização Estilos de customização

Hot Rod – Termo usado para os carros que os jovens americanos na década de 40 e 50 modificavam por não terem dinheiro para comprar um novo, adaptando seus carros das décadas de 20 e 30 com mecânica atualizada como uma das formas de expressar a sua juventude, rebeldia e adrenalinas nas corridas clandestinas feitas nos leitos de rios secos dos Estados Unidos. Características: Teto rebaixado (Chopp the roof), suspensão extremamente alterada, rebaixada e alongada, motores V8 super potentes, rodas 15, pneus largos e pintura fosca geralmente com imagens de chamas.

Estilos d customização Estilos de customização

JDM (Japonese Domestic Market) – Significa carro do mercado doméstico japonês, muito comum nas ruas e corridas asiáticas, neste estilo o foco é investimentos pesados no motor de forma a extrair o máximo de performance, usando suspensões rebaixadas e customizações que preservam a originalidade do carro. Características: Rodas cromadas ou com bordas neste tom, coloridas que geralmente não ultrapassam 18 polegadas, capô de cores diferentes do carro, Body kit e muito visual esportivo. 

Estilos de customização Estilo de customização 

Street – São carros de rua, e é o estilo que tem mais adeptos no Brasil. A primeira coisa a fazer é rebaixar o carro, usando suspensão preparada, tais como: rosca, fixa e a ar, o objetivo é andar sempre baixo. Esta personalização é feita de modo que o carro possa ser usado no dia-a-dia. Características: Partes do carro podem ser ou não envelopadas, som forte e rodas esportivas. Geralmente são feitas poucas adaptações no motor, no exterior modificações discretas, mas destacam o carro na rua.

Estilos de customização Estilos de customiz,ação

Donk – Tendência que nasceu com o movimento rapper americano, e surgiu na década de 60, personalizando seus carros da época com rodas enormes acima de 24 polegadas.

Estilos de customizações Estilos de customização

Lowrider – Estilo que nasceu dos mexicanos que moravam nos Estados Unidos, os carros antigos, geralmente v8, usam suspensão a ar que podem ser controladas a distância e que simulam efeitos de dança.

Estilos de customização Estilos de customização 

Dub – É um estilo de customização ou personalização mais elitizada e sofisticada, onde são usadas adaptações de peças mais caras, de renome internacional. Podemos dizer no popular que são mais para ostentação de um padrão de vida.

Estilos de customização Estilos de customização

Tuning – Ao contrário de muita gente pensa o Tuning é um estilo de customização e não a customização por isso só. Expressão inglesa traduzida como afinação, é um passatempo que consiste em alterar as características de fato de um automóvel a um nível de personalização extrema, ou seja, é uma transformação mais agressiva, onde se perde as características originais do carro. 

Estilos de customização Estilos de customizações