Ela já é conhecida pelo Carnaval de Rua e o Festival de Inverno, eventos consagrados no seu calendário turístico. Agora, a pequena cidade histórica do litoral do Paraná consolida o siri como mais um produto turístico, atraindo, neste verão, muitos turistas para seus restaurantes, principalmente nos fins de semana.

Alguns pratos, feitos à base deste fruto do mar, só são encontrados em Antonina. Fazem sucesso, por exemplo, o risoto, a panqueca, a empada, o caldo e até o hambúrguer, tudo feito de siri. Além disso, o turista pode também saborear o tradicional barreado. É Antonina se firmando como destino no roteiro gastronômico paranaense.

“De alguns anos para cá, Antonina passou a buscar uma identidade. E o escolhido foi o siri, uma vez que todo o processo é feito pela comunidade local, desde a coleta, a comercialização, até a oferta nos restaurantes, o que o torna uma atividade autossustentável”, explica a secretária municipal de Turismo e Cultura, Greice Schmegel.

A secretaria ainda não tem uma base de dados, mas está preparando um levantamento para saber quanto o siri movimenta na região e qual seu real impacto na economia local.

Até hambúrguer

Adornos refletem fase áurea da construção do Teatro Municipal, no início do século XX.

Resultado de uma “brincadeira de quando era moço”, o hambúrguer de siri de Joaquim Ferreira dos Santos é hoje popular em Antonina. “Tudo começou quando eu tive um bar na Ponta da Pita”, lembra.

“Era na época em que os quiosques com serv car viraram moda. Eu abri o quiosque no meu quintal e servia os clientes em seus carros, parados na rua da minha casa. Um dia, ouvi no rádio algo sobre um concurso de lanches. Inventei o hambúrguer de siri, que hoje todo mundo conhece. Só que acabei não enviando a receita para o dito concurso”, relata.

O hambúrguer leva, é claro, a carne de siri, queijo fatiado, presunto e alface. A receita original tinha até uma fatia de abacaxi. “Siri é a minha praia”, afirma Santos. O restaurante de Joaquim – o Cantinho de Antonina – fica em meio ao Mercado Municipal.

Divulgação
Panqueca e casquinha são apenas duas versões de pratos feitos à base de siri servidos nos restaurantes locais.

No Carnaval, a idéia de Joaquim é lançar o Caldinho da Madrugada. “Sairei vestido de cozinheiro, servindo caldinho de siri para os foliões”, promete. “Antonina hoje está buscando essa diferenciação, por meio da carne de siri. E essa é a minha colaboração. Meu lema é: quem siri por último, siri melhor”, brinca.

A panqueca de siri é outro prato criado em Antonina. No Restaurante Buganvil’s, “o principal diferencial é o tempero”, afirma o proprietário Tony Frank Bruinje, que adicionou um toque holandês aos pratos na casa.

“São segredos trazidos pelos meus pais, que chegaram ao Brasil como imigrantes em 1948”, conta. O toque holandês também faz sucesso na casquinha de siri, que “tem uma ótima saída”, garante. A panqueca é servida com legumes e molho de camarão.

Serviço:

– Restaurante Buganvil’s: Rua Vale Porto, 10. Horário de atendimento: terça-feira a domingo, das 11h30 às 15h30; sexta e sábado, das 19h às 22h. Telefone: (41) 3432-1434.
– Restaurante e Petiscaria Cantinho de Antonina: Rua Conselheiro Antonio Prado, s/n.º, Mercado Municipal. Horário de atendimento: terça-feira a domingo, das 9h às 22h. Telefone: (41) 3432-3445.
– ,Teatro Municipal: horário de atendimento é de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 11h e das 13h30 às 17h. Telefone: (41) 3978-1093.
– Outras informações sobre a cidade: www.portalantonina.com.