enkontra.com
Fechar busca

+ Pop

Jair Mendes expõe no Museu Guido Viaro

  • Por Newton Almeida, Smcs

Uma verdadeira aula de arte é o que o público curitibano poderá encontrar na exposição Pequena retrospectiva, que traz uma seleção de 240 obras do artista plástico radicado em Curitiba, Jair Mendes.

A exposição, que está aberta no Museu Guido Viaro, em Curitiba, marca os 50 anos de carreira de Mendes, que atua como pintor, desenhista, gravador e muralista.

Além de 40 pinturas expostas em paredes e painéis, a mostra também conta com mais de 200 desenhos, organizados em cadernos que poderão ser manuseadas pelo público.

Os trabalhos fazem parte do acervo do artista e de coleções particulares. Na exposição, há trabalhos do início da carreira do artista, como uma obra de 1956, onde ele retrata uma fábrica de fitas, onde hoje funciona o Instituto Goethe, no bairro Alto da XV, em Curitiba. Há também produções mais recente, da fase figurativa do artista produzidas no ano passado.

Divulgação

Jair Mendes acumula mais de 50 exposições individuais, algumas delas na Europa e em outros países latino americanos. Ele se mostra satisfeito com a mostra, principalmente por ela acontecer no Museu Guido Viaro, artista de quem foi aluno e amigo.

Mendes também dirigiu o antigo Museu, Constantino Viaro (filho de Guido). “Para mim é uma honra. Difícil foi selecionar as obras. Se fosse fazer como eu gostaria, seriam mais de cinco mil pinturas”, diz.

A exposição também traz obras que refletem a paixão do artista por Curitiba cidade que ele acompanhou o crescimento por mais de 50 anos. Entre os trabalhos, alguns retratam o contraste entre a paisagem rural e a paisagem urbana, típica da capital paranaense de cinco décadas atrás.

“Até 1960, nós éramos uma ilha isolada no que diz respeito à arte. Não haviam informações de fora, então a pintura era o retrato do que se fazia aqui”, lembra. Mendes conta que a realidade artística paranaense começou a mudar com a participação de bienais fora do Paraná. “A partir daí começamos a interagir com a arte de outros estados”, diz.

Em 1960, Mendes ensaiou trabalhos fora do impressionismo, sempre figurativo e que valorizava a figura humana, passando para uma nova expressão de arte com o expressionismo.

Segundo ele, o ambiente em que os artistas estavam inseridos também influenciava na arte. “A ditadura, por exemplo, foi um grande incentivo para a arte. Nós acabávamos contestando muita coisa e expressávamos a busca pela democracia. Com isso, há um grande número de pinturas dramáticas dessa época”, afirma.

Jair Mendes passou por várias fases, porém sempre se mantendo fiel à figuração. Atualmente, as obras de Mendes tendem à abstração gestual com grafismo, técnica péla qual ele criou uma nova linguagem que é ligada mais a pintura pura, sem formas. Como um artista já consagrado, ele faz criticas construtivas à nova geração de artistas.

“A pintura com arte é o que é e não o que ela representa. Para chegar ao nível necessário para desenvolver a arte de uma forma mais expressiva, é preciso passar por outros estágios e apurar outras técnicas. A arte tem que ter embasamento, tem que ter fundamentação. Hoje a pessoa amassa uma lata e diz que é arte”, lamenta.

Jair Mendes nasceu em São Paulo e veio cedo para Curitiba (São José do Rio Pardo, SP, 1938). Ele é graduado em Pintura pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná e Licenciado em Desenho pela Pontifíc,ia Universidade Católica do Paraná. Sempre envolvido com os principais movimentos culturais da cidade.

No início da carreira criou no Teatro de Bolso o atelier livre de artes plásticas, que dava aula de graça para quem estava esperando ônibus na Praça Rui Barbosa. Depois montou o Centro de Criatividade de Curitiba, ao lado do Parque São Lourenço.

Foi diretor do Museu Guido Viaro por 15 anos. Diretor do Museu de Arte Contemporânea do Paraná e atualmente é Coordenador de Ação Cultural da Secretaria de Estado da Cultura. A exposição, com entrada grátis, tem apoio da Secretaria de Estado da Cultura e poderá ser visitada de terça-feira a sábado, das 14h às 18h, até 4 de julho.

Serviço

Pequena retrospectiva Exposição individual do artista plástico Jair Mendes, com 240 obras realizadas ao longo de 50 anos de carreira artística. Abertura dia 31 de maio, segunda-feira, às 19 horas, no Museu Guido Viaro (Rua XV de Novembro, 1348 Centro). Informações: (41) 3018-6194 ou www.museuguidoviaro.org. A exposição poderá ser visitada de terça-feira a sábado, das 14h às 18h, no período de 1 de junho a 4 de julho de 2010.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas