Fechar busca

BLOGS

Dante Mendonça

Dante Mendonça

Dante Mendonça

Crônicas sobre a cidade

A invernada de Guarapuava

  • Por Administrador

Na adolescência da televisão brasileira, existia um programa de televisão pioneiro nos desafios entre cidades. O jornalista e radialista Jamur Júnior foi um dos primeiros apresentadores destas gincanas que colocavam frente a frente cidades paranaenses e gaúchas para tirar a teima de qual delas seria a mais bem dotada e atrativa. Esses duelos eram um sucesso na televisão, pois reacendiam antigas diferenças que ainda hoje mexem com os brios sulistas.

Depois de arrancar da cama 80 cidades do Sul Maravilha, parece que a natureza está pedindo um concurso entre elas para escolher a “Branca de Neve” (para usar a manchete de jornal de Mussa José Assis) mais bonita do Brasil. Com o parecer de meteorologistas especializados, tirar a teima para saber qual a cidade mais bem agraciada com o frio. Se o fenômeno não passou de uma reles chuva gelada, geada ou neve propriamente dita.

Curitiba por exemplo, em que pese o esforço em contrário da população, desde já está fora do páreo. Segundo o que se diz na internet, a neve veio vindo serra abaixo, passou pelos Campos Gerais, branqueou o nariz até de Ponta Grossa, mas os pedágios no caminho eram tantos que ela chegou em Curitiba definhando…bem pobrinha, coitada! “Uma chuvinha gelada”, cochicharam os maledicentes.

Serra abaixo, serra acima, nevou em 67 cidades de Santa Catarina, 14 do Paraná e apenas seis do Rio Grande do Sul, o que deve ter deixado os gaúchos inconformados. Somando todas elas, inclusive São Joaquim (SC) e Vacaria (RS) – as primeiras do ranking nacional do frio -, não há termômetro que possa negar a superioridade de Guarapuava nessa nevasca de 2013. Uma neve padrão FIFA, indubitavelmente!

Fundada em 1810, pelos povoadores que alargaram o mapa do Brasil até as Cataratas do Iguaçu, Guarapuava se vestiu de branco para dar um espetáculo raramente visto na paisagem do Brasil Meridional. O guarapuavano mostrou neste 23 de julho porque não tem medo do frio. O frio é que tem medo dos guarapuavanos, que já perderam a conta das nevascas ocorridas naquele terceiro planalto paranaense: consta ter nevado em 4 de julho de 1953; 30 de julho de 1955; 20 de julho de 1957; 19, 20 e 21 de agosto de 1965; 8 de julho de 1972; 17 de julho de 1975; 25 de agosto de 1984; 9 de julho de 1994 e em 12 de julho de 2000 –quando então pararam de contar para não mais atrair turistas.

Depois desta invernada do papa Francisco no Brasil, a brava gente da Serra da Esperança pode bater no peito e dizer com muito orgulho:

– Neve é em Guarapuava; o resto é geada!

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Últimas dos blogs

Bebel Ritzmann

Bebel Ritzmann

Bebel Ritzmann

Atualidades

·

Museu e Cultura

Renato Follador

Previdência: um dia você vai precisar dela

Renato Follador

Tudo o que você precisa saber sobre aposentadoria, reforma da previdência social e previdência privada. Tire suas dúvidas sobre o INSS com Renato Follador!

·

Dinheiro não deve ser motivo de briga no casamento

Novelas

Resumo das novelas

Novelas

Saiba antes o que vai ao ar nas principais novelas

·

Resumo de Ezel da semana de 26/06 a 01/07

Últimas Notícias

Mais comentadas