A clínica X-Leme Diagnóstico por Imagem, de Curitiba, recebeu recentemente o selo do Programa de Acreditação em Diagnóstico por Imagem (Padi). Esta é a primeira certificação deste tipo dada a uma clínica da capital e apenas a 2ª do Paraná (a outra fica em Cascavel). O Padi tem como objetivo principal qualificar os serviços, públicos ou privados, que aderirem voluntariamente ao programa.

Apenas 26 clínicas do país receberam este selo. A norma procura ser um referencial de qualidade e um padrão de excelência no setor por meio de avaliações, criteriosas e imparciais, do cumprimento de requisitos mínimos de qualidade, segurança e sustentabilidade.

“Quando falamos em qualidade, logo pensamos em ISO. O selo Padi é mais profundo porque é específico e focado para clínicas de Diagnóstico por Imagem. O Padi atesta a qualidade do serviço prestado em diversos aspectos, incluindo não só a operação em si, mas avaliando também a governança, o modelo de gestão, tecnologias, e sobretudo a segurança dos nossos pacientes”, contou Edson Timm, gerente geral da clínica.

O Padi é estruturado em cinco áreas e leva em consideração a interação entre os seguintes processos: Governança e Gestão; Gestão da Qualidade; Realização do Exame; Apoio Diagnóstico e Gestão da Infraestrutura, Radiação e Segurança.

“Hoje percebemos que as pessoas estão mais preocupadas com a qualidade dos produtos e dos serviços que utilizam e quando falamos em saúde, isto é mais do uma preocupação”, acrescentou Timm. No Brasil estima-se que apenas 5% dos hospitais possuam algum tipo de acreditação e como não há obrigação das clínicas e hospitais na obtenção deste tipo de certificação – e considerando o investimento necessário para atender às exigências – poucas fazem.

“Desde que iniciamos o projeto para acreditação da clínica, passamos por muitas mudanças e todas elas com foco na atenção ao paciente. Os requisitos da norma trazem mais segurança para as pessoas que são atendidas na X-LEME, por meio de diversas ações preventivas que realizamos durante o atendimento”, finalizou Edson Timm.