João de Noronha / Tribuna
Fogo inutilizou equipamentos.

As instalações de recepção e distribuição de sinais da Net – empresa de TV por assinatura -, na Rua Paulo Graeser Sobrinho, Mercês, foram destruídas em um incêndio, na madrugada de ontem. As labaredas foram percebidas pelo vigilante, por volta das 2h15, e os bombeiros, chamados no mesmo instante. Mas nem a presteza do socorro conseguiu impedir que grande parte dos equipamentos fosse danificada.

Conforme informações do gerente-geral Marcelo Ilha Moreira, não há estimativa de prejuízo, nem da causa do incêndio, cujo laudo deve sair em 30 dias, pela Polícia Científica. “Os assinantes não serão penalizados pelos dias que ficarem sem sinal”, avisou. Durante todo o dia técnicos locais e vindos de Porto Alegre e Rio de Janeiro, além de empresas terceirizadas, trabalhavam para tentar restabelecer o sinal. As salas, nas quais estavam os equipamentos, foram totalmente destruídas e algumas paredes apresentavam rachaduras.

Os canais devem, aos poucos, voltar a ser sintonizados pelos assinantes da televisão, mas os usuários do Virtua (intenet banda larga) terão de esperar um pouco mais, pela complexidade dos equipamentos. “Não podemos fazer uma previsão, pois dependemos de material que virá de São Paulo”, explicou Marcelo. Só na primeira parte do dia, a Net recebeu 21 mil ligações de assinantes reclamando da falta do serviço.