Rodemar dos Santos.

Uma tentativa de roubo foi frustrada devido a esperteza de um motorista de táxi. Ao desconfiar de três rapazes que solicitaram uma corrida, às 3h da madrugada de sábado, ele acionou a Polícia Militar. O resultado foi a prisão de dois indivíduos e a polícia descobriu que eles haviam arrombado uma residência, em Santa Felicidade meia hora antes. Rodemar Michel dos Santos, o “Sapinho”, 20 anos, estava armado com um revólver calibre 38 e foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma. Ele e seu colega Alexandre Tomazoni, mais conhecido como “Dandão”, 18, confessaram o arrombamento e foram indiciados por furto. Todos os objetos foram recuperados e entregues à vítima.

O delegado Rubens Recalcatti, titular do distrito, informou que o taxista foi acionado através da central para atender a corrida, na Avenida Manoel Ribas, próximo ao Supermercado Condor. Quando viu os passageiros desconfiou. “A pouco mais de um mês ele sofreu um assalto, foi agredido pelos marginais e levado para Campo Magro “, contou Recalcatti. “O taxista passou direto e Rodemar se jogou na frente do carro. Ele nega que iria praticar o roubo, mas nenhum deles tinha dinheiro para pagar a corrida e a arma está com a numeração lixada”, acrescentou o policial.

Arrombamento

Segundo o delegado, ao ser interrogado Alexandre acabou confessando que havia arrombado a casa por volta das 2h daquela madrugada junto com Rodemar. Alexandre levou os policiais até sua casa, onde estavam escondidos os eletrodomésticos e na rua, onde jogou os documentos da vítima. O delegado disse que os policiais foram até a casa arrombada, mas os proprietários não estavam. Como não havia queixa formalizada ele teve que indiciar Alexandre, mas não descartou a possibilidade de pedir a prisão do rapaz à Justiça. “Até uma camiseta, que o filho da vítima de 3 anos, iria dar no Dia dos Pais, eles levaram. Inclusive um deles estava vestindo a roupa”, comentou Recalcatti.