Reprodução
Frank já tem antecedente.

No fim de 15 dias de investigações, policiais do 11.º Distrito Policial (CIC) prenderam um casal acusado de vender cocaína em bares caros de Curitiba. Frank Roberto Abitante, 38 anos, e Rosa Maria Rodrigues da Silva, 28, foram presos em flagrante na madrugada de ontem, quando chegavam em um estabelecimento na Avenida Nossa Senhora da Luz, Jardim Social. Rosa, que é ex-mulher de um jogador de futebol, alegou ser garota de programa. Ela foi autuada por associação ao tráfico e Frank por tráfico de drogas.

De acordo com o delegado Gerson Machado, há duas semanas os investigadores João, Gilson e Cláudio esperavam prender Frank, quando ele fosse entregar um quilo de cocaína na CIC. Naquela ocasião os policiais não conseguiram flagrá-lo. A equipe então recebeu a denúncia de que na madrugada de ontem ele estaria em um bar no Jardim Social. Por volta da 1h o casal chegou no Golf preto placa AJJ-4414.

No carro, os policiais encontraram 85 gramas de cocaína, divididas em buchas escondidas no quebra-sol, debaixo do banco do passageiro e dentro de um porta moeda. No veículo a polícia também encontrou uma balança de precisão. "Ele admitiu ser traficante. Vende cocaína em bares badalados, onde freqüentam pessoas da alta sociedade. A mulher disse que estava com Frank para fazer um programa", relatou o delegado.

Presos

Segundo Machado, Frank tem passagem por tráfico de drogas, furto, lesão corporal, direção perigosa e desvio de carga. Ele também é condenado há quatro anos de prisão por tráfico e estava com mandado de prisão expedido pela Delegacia de Estelionato e Desvio de Cargas.

Em agosto de 2003, Frank foi preso em flagrante por tráfico de drogas, depois de ser investigado por fornecer cocaína aos freqüentadores de uma casa noturna no Rebouças.

Rosa foi encaminhada ao 9.º Distrito Policial e Frank está recolhido na carceragem do 11.º DP.