enkontra.com
Fechar busca

Painel do Crime

Preso assassino do dono do Divino Mestre

  • Por Bia Moraes

Policiais civis e militares do Grupo Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gerco) prenderam, no final da tarde de ontem, mais um integrante do bando que matou o dono do restaurante Divino Mestre, durante um assalto à chácara do empresário em novembro do ano passado. Márcio José dos Santos, o “Marcinho”, caiu nas mãos da polícia exatamente no dia em que completou 24 anos. O bandido, que responde a outros inquéritos e é acusado de ser o autor do disparo que matou Claudionor Lemos de Amorim, de 43 anos, estava escondido na casa da namorada em Borda do Campo, São José dos Pinhais – mesma região onde ocorreu o latrocínio.

Policiais da delegacia de São José dos Pinhais já haviam prendido Mário Sérgio dos Santos, de 22 anos, e Alexander Tottene Muniz, 21. Os dois foram capturados poucos dias depois do crime e estão no xadrez de São José. “Marcinho”, detido ontem, foi levado para a carceragem do Cope, mas poderá ser transferido para São José dos Pinhais ou para a delegacia de Furtos e Roubos, onde responde a inquérito por formação de quadrilha. Ele é suspeito de participar de roubos de caixas eletrônicos.

Perigoso

“Marcinho” é considerado um indivíduo perigoso. Ao ser cercado pelos policiais do Gerco, tentou fugir. Segundo um dos policiais, o bandido estava armado com um revólver calibre 38.

No assalto à chácara em Borda do Campo, na madrugada de 25 de novembro do ano passado, o bando contou com o apoio de outros dois comparsas: Marco Aurélio do Santos, 31, irmão de Mário Sérgio dos Santos, e Devaldir Baraldi, 30. Marco Aurélio levou o grupo até a entrada da chácara, utilizando o veículo dele. Já Devaldir, mediante pagamento de R$ 100,00, emprestou o revólver para Mário.

Eles levaram R$ 2.100,00 em dinheiro, documentos, alguns cheques e um telefone celular.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas