Alberto Melnechuky
Paulo já tem
antecedentes criminais.

Quando transportava 830 quilos de maconha para Santa Catarina, no EcoSport placa ANG-6906, Paulo Sérgio da Cunha, 34 anos, foi preso por policiais rodoviários federais, do Posto de Contenda, à 1h de ontem. Paulo foi encaminhado à delegacia de São José dos Pinhais e autuado por tráfico de drogas.

Policiais rodoviários informaram que durante a madrugada eles fiscalizam veículos que trafegam pela BR-376. Ao verem o EcoSport, sinalizaram para que o condutor parasse. Porém, o motorista não obedeceu a ordem e seguiu a viagem. Desconfiados que algo estava errado, os policiais perseguiram o veículo, mas somente quando deram um tiro de alerta para o alto é que Paulo Sérgio parou no acostamento. Ele saiu do carro com as mãos levantadas. Durante a revista no veículo foi encontrada a droga distribuída em dezenas de tabletes.

Com passagem por tráfico de drogas pela polícia catarinense, Paulo contou que iria levar a maconha para Florianópolis (SC). Pouco depois, mudou a versão. Na tentativa de reduzir sua pena, em caso de condenação, ele alegou que havia acabado de furtar o EcoSport em um posto de combustível, na própria rodovia, e não sabia que estava carregado com maconha. Só que nenhum boletim de ocorrência de furto do veículo foi registrado na delegacia.

O caso será investigado pela delegacia de São José dos Pinhais, que deverá apurar quem forneceu a droga para Paulo e quem iria recebê-la.

"Mula" paulista cai com 20 quilos

Patrícia Cavallari

Em outra fiscalização realizada pela Polícia Rodoviária Federal, no quilômetro 56, BR-116, no posto próximo da Represa do Capivari, os policiais apreenderam mais de 20 quilos de maconha. A droga estava sendo levada a São Paulo, escondida no bagageiro do ônibus da empresa Cometa. Fernanda Antônia Pinto, 21 anos, foi presa em flagrante.

De acordo com o policial Duarte, a fiscalização aconteceu na manhã de sábado. Ao vistoriar o bagageiro, a droga foi achada dentro de uma mala, que Fernanda confessou ser sua. Ela contou que veio de Sorocaba e chegou em Curitiba assim que o dia clareou, depois de viajar durante toda a noite. Um carro então passou pela Rodoferroviária e o condutor entregou a droga à ela, que em seguida embarcou em outro ônibus, rumo à cidade de onde veio. Para a polícia, Fernanda disse que só aceitou fazer o transporte da maconha porque era ameaçada por um traficante paulista, uma vez que tinha uma dívida com ele. A jovem foi encaminhada à delegacia de Campina Grande do Sul, que investigará quem entregou a droga à garota na Rodoferroviária.