Ossadas de um casal foram encontradas, por volta das 16h30 de ontem, num matagal à beira de um banhando, no Jardim Cristal, em São José dos Pinhais, próximo ao Instituto Ambiental do Paraná (IAP). O homem estava com os pés e os braços amarrados com cabo de tevê. As vítimas podem se tratar de um casal, desaparecido há quase duas semanas.

Segundo a Polícia Militar, os cadáveres foram localizados por profissionais de uma empresa, contratada para medir o terreno. Logo que a polícia e guardas municipais chegaram ao local, os corpos viraram atração para moradores da região que corriam pelo matagal para vê-los. Entre os curiosos estavam crianças com uniforme de colégio, desacompanhados dos pais, e até mulheres com bebês no colo.

Suspeita

Apesar do avançado estado de decomposição, uma jovem disse aos policiais que o homem morto é seu primo, Diego, que tinha 20 anos. A mulher seria a namorada dele, Maiara, de 18 anos. “Sei que é a Maiara por causa do aplique no cabelo”, afirmou a garota. Segundo ela, os dois moravam há pouco tempo numa casa no Jardim Cruzeiro do Sul, que pode ser avistado do local do crime. Só exame de DNA poderá confirmar a identidade do casal.