Operação para limpar o centro

A prisão de cinco pessoas, na última terça-feira, que carregavam 4,4 quilos de crack dentro de um ônibus que transportava pacientes de Foz do Iguaçu a hospitais de Curitiba, deu início a uma operação da Polícia Civil, que não tem prazo para terminar. A Divisão de Narcóticos (Dinarc) deflagrou ontem, no centro de Curitiba, vistoria em pontos considerados críticos pelo acentuado comércio de drogas, nas imediações do Terminal Guadalupe; praças Generoso Marques, Santos Andrade e Rui Barbosa; fundos da Catedral e Alto São Francisco.

Ao todo, 16 estabelecimentos, entre bares, hotéis e restaurantes, foram vistoriados e 72 pessoas abordadas. Sete viaturas, 20 policiais e dois cães farejadores – um pertencente à Polícia Rodoviária Federal e outro ao Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) – participaram da ação, cujos resultados devem ser divulgados hoje.

Voltar ao topo