Acusado de ser autor do assassinato de duas mulheres, Josias Machado de Oliveira, 32 anos, está sendo caçado pela polícia. O delegado Paulo Silveira, titular da DP de São José dos Pinhais, informou que Josias já estava com mandado de prisão decretado pela morte de sua ex-namorada Andréa Abilhôa, 32 anos, que aconteceu no dia 28 de março deste ano, em Antonina. ?Pedimos que a Justiça decrete a prisão dele pelo assassinato cometido em São José dos Pinhais?, disse o delegado, referindo-se à morte Adriana Santos Eduardo Seret, 32 anos, na noite de quarta-feira.

O delegado apurou que a história que aconteceu em Antonina se repetiu em São José dos Pinhais. ?Ele conheceu Andréa em Antonina e os dois começaram a namorar. Quando ela terminou o relacionamento passou a ser perseguida?, contou. Segundo ele, quando Andréa saía de um bailão com três amigas, foi abordada por Josias. ?Ele agrediu as amigas e depois matou Andréa com golpes de faca?, contou.

Após o crime, Josias se mudou para São José dos Pinhais. Como era procurado pela polícia e está com prisão preventiva decretada, passou a se apresentar com o nome de João de Oliveira. Há pouco mais de um mês, ele conheceu Adriana e os dois passaram a namorar. A mulher havia se separado do marido, deixado os quatro filhos com pai em Londrina, e se mudado para São José dos Pinhais para trabalhar como vendedora de materiais de limpeza. Dias antes do crime, Adriana descobriu que Josias estava contaminado com o vírus da aids e terminou o relacionamento. Mais uma vez, Josias não se conformou com o fim do romance e passou a ameaçar a ex-namorada. Na noite de quarta-feira da semana passada, a mulher foi para a igreja. Ao retornar, abriu a porta e deparou com Josias dentro da moradia, que a atacou com dois golpes de faca no peito. Após o crime, o homem fugiu e prometeu se apresentar na delegacia no dia seguinte, mas desapareceu.