O governador Roberto Requião assinou ontem cinco decretos que promovem 1.068 policiais civis. A promoção significa aumento de 4% a 8% nos salários e um impacto mensal de R$ 120 mil na folha de pagamentos da Secretaria de Segurança. ?Estamos valorizando as pessoas que atuam pela segurança de nossa população e também investindo para lhes dar melhor infraestrutura de trabalho?, disse o governador. São 824 investigadores, 127 escrivães, 105 papiloscopistas, 10 delegados e dois agentes de operações policiais que receberam o benefício por merecimento e tempo de serviço.

A definição dos nomes dos policiais é feita pelo governador, que escolhe em uma lista tríplice proposta pelo Conselho da Polícia Civil. Dois critérios principais, merecimento e tempo de serviço, foram usados para a definição dos promovidos. No caso de merecimento, a promoção foi dada para policiais que apresentaram boa conduta, números de cursos realizados e uma pontuação que é definida através de avaliação realizada pelo conselho e por uma nota apresentada pelo delegado-chefe de cada policial. Já no caso de tempo de serviço, receberam a promoção os policiais mais antigos na carreira.

Esta é a segunda promoção assinada pelo governador Roberto Requião. Em novembro de 2003, 93 delegados de polícia também foram promovidos por merecimento e tempo de serviço e tiveram seus salários aumentados. Naquele ano, 400 policiais militares e bombeiros também foram promovidos e passaram a receber salários mais altos.