enkontra.com
Fechar busca

Painel do Crime

Ladrão de residência pede desculpa, mas é condenado

Jonathan de Souza cometeu o crime com a ajuda de dois comparsas

  • Por Redação

A confissão e o pedido de desculpas diante do juiz não impediram que um assaltante fosse condenado a oito anos e quatro meses de reclusão.

Jonathan de Souza foi reconhecido por vítimas do assalto à residência cometido ao lado de dois comparsas, em fevereiro do ano passado, no Boqueirão. Uma delas era uma policial e teve a pistola roubada.

O julgamento aconteceu em 26 de julho. De acordo com nota do Tribunal de Justiça, além da pena a ser cumprida em regime fechado, Jonathan terá de pagar 23 dias-multa pelos crimes de roubo e porte de arma de fogo com numeração suprimida. A decisão é da 4.ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná.

Crime

O assalto aconteceu em 13 de fevereiro de 2011. Jonathan e dois comparsas chegaram na casa num Clio e renderam quatro pessoas. Levaram notebook, celulares, um baixo elétrico, um violão, a pistola da policial e o carro do dono da casa. Uma das vítimas foi agredida.

No mês seguinte, Jonathan foi preso no Xaxim, com a garrucha calibre 22 usada no roubo. Os comparsas não foram detidos e teriam ficado com os bens roubados.

Jonathan confessou o crime e chegou a pedir desculpas, mas alegou que não estava armado e que teria sido forçado pelos comparsas.

Uma das vítimas, porém, reconheceu Jonathan e disse que o rapaz apontou a arma o tempo todo para a sua cabeça.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Últimas Notícias

Mais comentadas