Confundido com seu irmão, Heder Ferreira de Suza, 21 anos, foi executado a tiros, às 19h de ontem, na Rua Hortência, esquina João Fraga, Guatupê, em São José dos Pinhais. Os autores seriam três homens, que fugiram.

Heder trabalhava como auxiliar de produção em uma empresa nas proximidades. Ele saiu do serviço e passou em uma lan house, antes de ir para casa. Minutos depois, os criminosos invadiram o local e perguntaram se ele era o “Vandão”, se referindo ao irmão de Heder, Evandro Ferreira de Suza, 18. O rapaz se limitou a dizer: “Não, eu sou o Heder”.

Crueldade

Os criminosos não acreditaram e, com a arma em punho, ordenaram que ele corresse. Heder obedeceu e levou três tiros nas costas. Caído, ele ainda foi baleado mais duas vezes na cabeça. Os assassinos fugiram a pé.

O investigador Jovanio, que atendeu a ocorrência com seu colega Wilson, apurou que “Vandão” se relacionava com a mulher de um presidiário, há um ano. “Acreditamos que foram comparsas do detido que executaram Heder, mas mataram a pessoa errada”, disse Jovanio. As investigações estão adiantadas e suspeitos devem ser presos em breve.