Dois homens foram presos pela Delegacia de Homicídios (DH), suspeito de tráfico de drogas e por manter viciados em cárcere privado, até pagarem suas dívidas. Na casa, na Rua Júlio Eduardo Gineste, Santa Quitéria, a polícia encontrou usuários trancados em um quarto, entre eles, uma menina de 12 anos.

Daniel Santos de Azevedo, 31, e Cristiano Cleto Pires, 34, foram autuados em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico, corrupção de menores e cárcere privado. Um deles tentou fugir da polícia e vai responder também por resistência à prisão.

Os investigadores chegaram até a casa, depois de receber diversas denúncias feitas por moradores da região. As informações eram que, durante a noite, vários disparos de arma de fogo foram feitos no local, durante uma festa. Na casa, que pertence a Daniel, foram encontradas colheres com vestígios de cocaína e cachimbos utilizados para fumar crack. Segundo o delegado Cristiano Quintas, o endereço tinha diversas denúncias de tráfico pelo telefone 181.

Criança

Durante as buscas, policiais se depararam com uma cena chocante. Diversos usuários presos em um quarto, como se fossem escravos, aguardando que algum familiar quitasse a sua dívida com o traficante para poder voltar para casa. Entre eles estava uma menina de 12 anos.

O delegado Rubens Recalcatti, titular da DH, disse que os policiais tiveram que arrebentar um cadeado para libertar os reféns. “Essa cena mostra exatamente como o tráfico de drogas age. Os usuários se tornam escravos, e pior, se não conseguem pagar o que devem, são assassinados, indiferentemente da idade”, contou.