Anderson Tozato
Agência seria invadida por quadrilha de Santa Catarina.

O sistema de segurança da agência do Banco Santander, localizada na Avenida Sete de Setembro, 6883, Seminário, evitou que ela fosse furtada na noite de segunda-feira. De acordo com a polícia, dez integrantes de uma quadrilha, proveniente de Joinville (SC), tentaram arrombar os caixas eletrônicos. Entretanto, o alarme soou e o grupo foi obrigado a fugir sem nada levar.

Conforme o investigador Paulo Pacheco Filho, do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), ele recebeu o telefonema de um informante avisando sobre o assalto. Imediatamente, entrou em contato com outros policias de plantão e também com o delegado Rubens Recalcatti, da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR). Pelos levantamentos realizados, por volta das 21h15, ocorreu uma movimentação estranha nas imediações da agência. Uma camioneta Hilux, um BMW e um Mercedes Benz Classe A – todos com placas de Joinville – foram vistos circulando em frente à agência. Em certo momento, um indivíduo de aproximadamente 45 anos, baixo e mulato, desceu da BMW e outro jovem, magro e branco, saiu do Classe A . Os dois foram em direção ao estabelecimento e entraram. A atitude suspeita dos indivíduos fez com o investigador do Cope recebesse o telefonema de seu informante. ?Eram aproximadamente 10 homens, eles estacionaram os carros próximos de um posto de combustível, uma quadra antes do banco?, contou o investigador.

Fuga

O alarme da agência soou assim que os indivíduos tentaram mexer nos equipamentos dos caixas eletrônicos. O barulho fez com que a tentativa de furto fosse abortada. O gerente de operações da agência, Antônio Marco, disse que nada foi levado. ?Eles picharam o vidro em frente à câmera, impedindo que fosse filmado, no entanto, temos outro equipamento atrás da grade de proteção. Pode ser por esse motivo que eles saíram sem levar nada?, explicou o gerente.

O delegado Recalcatti informou que a polícia tem informações importantes que podem levar à identificação dos marginais. ?Temos dados sobre os veículos e as placas são de Joinville, cidade que exporta ladrões de caixas eletrônicos para todo o País?, finalizou.