Três pessoas morreram e duas ficaram feridas no acidente envolvendo seis veículos, no quilômetro 618 da BR-376, Planta São Marcos, em São José dos Pinhais, na noite de segunda-feira.

Todos os envolvidos trafegavam sentido Santa Catarina. Uma carreta teria arrastado um Corsa vermelho, passou por cima do veículo e caiu da pista. O casal Pedro Carlos dos Santos, 36 anos, e Pasquina Lucas de Mello, 35, que estava no carro, morreu na hora, esmagado nas ferragens.

Dois caminhões, que vinham logo atrás, tentaram desviar e tombaram na pista. Outros dois carros foram atingidos de leve. Um dos caminhoneiros, Volnei Kopruchinski da Rosa, 30, foi encaminhado ao Hospital do Trabalhador, mas morreu horas depois.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), chovia no momento do acidente, por volta das 22h. “É difícil fazer um julgamento sem conversar com os envolvidos no acidente. Deduz-se que o caminhão desceu embalado, colheu o carro e o jogou para fora da pista”, disse o policial Maurílio. O Corsa se transformou em um monte de ferro retorcido.

Carretas

No intuito de desviar do caminhão e por conta da pista molhada, as outras duas carretas Scania – com placas de Curitiba e de Palmas (PR) – tombaram. Outros dois carros – um Voyage e um Renault – também se envolveram no acidente, mas tiveram apenas a frente amassada.

O motorista do Renault disse ter “nascido de novo’. “Era para o meu carro estar no lugar do Corsa. Ela passou por nós, me ultrapassou e entrou na frente do caminhão”, contou Célio Ferreira, que viajava com a família.

O acidente chamou a atenção de populares e de quem ficou preso no congestionamento. Várias pessoas desceram dos veículos e ultrapassaram a faixa de isolamento da PRF para acompanhar a retirada dos corpos pelo Instituto Médico-Legal.

Até o início da madrugada, os caminhões eram removidos da pista por guinchos da concessionária da rodovia. O trecho ficou interditado nos dois sentidos por mais de cinco horas.

Caminhonete engaveta no acostamento

Márcio Barros

Também em São José dos Pinhais, mas no quilômetro 103 da BR-116 (Contorno Leste). Por volta das 4h30 de ontem, uma caminhonete F4000, de uma rede de materiais de construção, bateu na traseira de um caminhão carregado de concreto, parado no acostamento.

Em seguida, outra carreta, que vinha logo atrás, atingiu a caminhonete e a esmagou entre os dois caminhões. O motorista da F4000, Jorge Juarez Lima, 51 anos, morreu na hora, preso às ferragens.

O motorista Cláudio Silva Gonçalves, 25 anos, que estava estacionado no acostamento, disse que não viu o automóvel, apenas sentiu o impacto da batida. O outro caminhoneiro disse que mas não teve tempo de evitar a colisão.