Aumentou o números de urnas eletrônicas substituídas pela Justiça Eleitoral nas eleições de hoje. De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o total de trocas passou de 109 para 228 após três horas de votação. O número, de acordo com diretor-geral do TSE, Athayde Fontoura Filho, corresponde a 0 063% das 361.431 urnas em uso no dia de hoje. "Estamos trabalhando com uma margem de até 1% de substituições de urnas", disse.

As trocas, segundo o diretor-geral do TSE, estão mais concentradas nos estados da Região Sudeste, onde um total de 94 urnas foram substituídas. No Nordeste, houve um total de 90 trocas. Em uma localidade do Rio Grande do Norte, a votação teve que ser processada por meio de cédulas de papel em função de problemas com a urna eletrônica. O secretário de Tecnologia da Informação do TSE, Giuseppe Dutra Janino, admitiu a possibilidade de que o mesmo problema possa ter ocorrido em Belo Horizonte, capital de Minas Gerais.

Na Região Norte, o total de urnas trocadas subiu de 9 para 24. Nos estados do sul do País, o número de substituições se estabilizou em 18. No Centro-Oeste, as trocas também não se alteraram e permaneceram em 2 urnas. O maior número das substituições, de acordo com Fontoura Filho, está concentrada em cidades do interior do País. O TSE diz que conta com uma reserva de 51 mil urnas eletrônicas prontas para serem usadas em casos de substituição.

No exterior, a votação seguiu sem a necessidade de substituições das urnas eletrônicas. A votação já se encerrou na Austrália, no Japão, em Israel e no Líbano. Ao meio-dia, ocorrerá o término da eleição em vários países onde há brasileiros aptos a votar nas eleições de 2006.