Pelo menos 51 pessoas morreram e 86 ficaram feridas, várias delas gravemente neste sábado (2), em decorrência de três atentados com carros-bomba no centro de Bagdá, informou o Ministério do Interior iraquiano.

Dois carros carregados com explosivos foram detonados simultaneamente num mercado do bairro de Al-Sadreya. O terceiro explodiu a cerca de 1.500 metros de distância na região de Al-Wazba. Nas explosões, treze carros particulares foram totalmente destruídos.

Os atentados acontecem no mesmo dia em que tropas norte-americanas iniciaram uma ofensiva militar contra insurgentes sunitas na cidade de Baquba, a 60 quilômetros ao norte de Bagdá. Pelo menos 36 suspeitos já foram presos.

Tortura

Neste sábado a polícia encontrou 44 corpos com sinais de tortura em vários bairros de Bagdá. A TV iraquiana informou também que um miliciano da Al-Qaeda foi morto e 43 foram presos, entre eles, dois estrangeiros. Na província de Diyala, cinco civis morreram e cinco ficaram feridos após uma troca de tiros entre povoações vizinhas.